Ronaldinho, Messi ou Cristiano: Deco, ex-companheiro dos três, não tem dúvidas de qual é o melhor

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A carreira brilhante de Deco rendeu algumas parcerias históricas ao meio-campista. Não teria como ser diferente, afinal, o brasileiro naturalizado português defendeu as cores do Chelsea, Barcelona e Porto, na Europa. Em algumas dessas empreitadas, o jogador, que se aposentou no Fluminense, atuou ao lado de Ronaldinho Gaúcho, Lionel Messi e Cristiano Ronaldo. Diante de tamanha qualidade dentro das quatro linhas, é impossível não estabelecer comparações e perguntar: quem foi melhor? E ele tem sua resposta.

Em entrevista ao canal de Rica Perrone, no YouTube, o meia não hesitou muito: "Em momentos espetaculares o Ronaldinho Gaúcho era melhor". Apesar da escolha certeira, o atleta fez algumas ressalvas: "Ele não era tão decisivo, decidiu alguns jogos, mas não era um jogador que, eu até falava que ele precisava se preocupar com o gol, mas ele não se preocupava, ele não tinha uma obsessão pelo gol e eu discordava, falava que ele tinha que ter, precisa entrar na área, cruzamento e ele acabou fazendo uns gols assim, precisava botar pilha nele, mas ele tinha momentos que era difícil de um jogador ter".

Embora tenha dado preferências ao 'Bruxo', Deco teceu elogios a Messi e CR7: "Se você fizer uma comparação de Messi, Cristiano, é difícil, porque uns caras que marcam tanto gol quanto os caras fazem é impossível discutir, marcam gols, dão assistências e tal, mas em momentos espetaculares o Ronaldinho Gaúcho era melhor", avaliou.

Deco e Cristiano Ronaldo atuaram juntos na seleção portuguesa | Bryn Lennon/Getty Images
Deco e Cristiano Ronaldo atuaram juntos na seleção portuguesa | Bryn Lennon/Getty Images

O ex-jogador também falou sobre a sua estrelada geração no Barcelona, marcada por alguns dos maiores nomes da história culé: "Eu acho que essa geração depois que ficou, o Xavi, Iniesta, Messi ela conseguiu colocar o Barcelona nesse nível de ser o maior time da história, mas resgatar o orgulho do Barcelona, trazer de volta o Barcelona em um nível, não só de clube, mas de ganhar, de ser um clube importante foi essa geração nossa que conseguiu. Pra mim foi o time mais espetacular. Teve um ano que a gente chegou a ver o Messi, Ronaldo, Eto´o, Rafa Marquez".

No entanto, não são apenas os clubes do Velho Continente que estão no coração de Deco. Questionado pela equipe do 90Min Brasil sobre a torcida numa hipotética final de Mundial entre Chelsea e Fluminense, ele deu preferência ao Tricolor das Laranjeiras. Assista:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos