Ronaldinho Gaúcho corre o risco de estar quebrado?

·2 minuto de leitura
Brazilian retired football player Ronaldinho leaves Asuncion's Prosecution after declaring about his irregular entry to the country, in Asuncion, Paraguay, on March 5, 2020. - Former Brazilian football star Ronaldinho and his brother have been detained in Paraguay after allegedly using fake passports to enter the South American country, authorities said Wednesday. (Photo by NORBERTO DUARTE / AFP) (Photo by NORBERTO DUARTE/AFP via Getty Images)
Ronaldinho Gaúcho após dar depoimento antes de ser preso (NORBERTO DUARTE/AFP via Getty Images)

Por que Ronaldinho Gaúcho aceitou um passaporte paraguaio? Por que o ex-jogador da seleção brasileira tem se associado a empresas com problemas? E por que sua conta bancária só tinha R$ 24 em 2018? As respostas para todas essas perguntas podem ter a ver com a condição financeira nada boa de alguém que já foi melhor do mundo duas vezes.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

A verdade é que Ronaldinho Gaúcho tem se metido em uma série de problemas desde que se aposentou dos campos, em 2015. Naquele mesmo ano, tomou uma multa ambiental de R$ 6 milhões, que chegou a R$ 9,5 milhões depois da recusa de R10 em pagá-la. Tal impasse fez com que Ronaldinho Gaúcho tivesse seus passaportes - brasileiro e espanhol - confiscados por vários anos.

Foi também por causa da multa ambiental que houve uma tentativa de penhora on-line em 2018. Porém, a conta bancária do craque só tinha R$ 24,63. Vale lembrar que a condenação se deu porque Ronaldinho e seu irmão construíram um trapiche de 70 metros, em uma propriedade deles em Porto Alegre, sem qualquer autorização.

Leia também:

O ex-jogador do Barcelona também virou recentemente réu em uma ação coletiva que pede indenização de R$ 300 milhões. Ele e Assis são acusados de criar uma pirâmide ligada a criptomoedas que prometia lucros de até 2% ao dia para investidores de todo o mundo. Cerca de 150 pessoas aderiram e garantem ter perdido todo o dinheiro, recorrendo na sequência à Justiça contra Ronaldinho.

No ano passado, a Folha revelou uma série de outras pendências do ex-atleta. Ele tinha no ano passado 57 imóveis bloqueados pela Justiça, R$ 7,8 milhões em protestos em três cartórios diferentes da capital gaúcha, mais R$ 9,9 milhões em dívidas com IPTU e taxa do Lixo, além de R$ 793 mil cobrados pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional.

Para completar, até o cargo de embaixador que Ronaldinho tinha no Barcelona andou ameaçado. Tudo por causa de seu apoio público a Jair Bolsonaro. Segundo o jornal As, da Espanha, a posição política de Bolsonaro não é bem avaliada na Catalunha e Ronaldinho tem sido convidado para menos eventos, cujo cachê é de 100 mil euros.

Veja mais de Jorge Nicola no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos