Ronaldinho Gaúcho é investigado por suposto passaporte falso no Paraguai

Goal.com

Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, Roberto Assis, estão sob custódia e sendo investigados no Paraguai, desde a última quarta-feira, sob suspeita de usarem passaportes falsificados.

De acordo com o ministro do Interior do Paraguai, Euclides Acevedo, os passaportes e outros documentos falsos foram encontrados na suíte de Ronaldinho e seu irmão no Hotel Resort Yach y Golf Club Paraguayo. O documento de R10 foi identificado como adulterado, assim como o de seu irmão/empresário Roberto de Assis Moreira.

"Eles disseram que foram enganados. Que chegaram ao Paraguai com a intenção de colaborar. Mas o concreto é: ingressaram no Paraguai com passaportes falsos", disse Acevedo ao GloboEsporte.com.

Segundo comunicado oficial da polícia paraguaia, Ronaldinho e seu irmão dizem terem sido convidados ao Paraguai por Nelson Belotti, dono do Cassino “Il Palazzo”, e fariam eventos de publicidade. A investigação está em curso, com os irmãos Assis mantidos sob custódia na suíte presidencial do hotel e em livre comunicação, de acordo com o Ministério Público local.

Ronaldinho e Assis são esperados na manhã desta quinta-feira para prestarem depoimento nesta quinta-feira (05), no Ministério Público, em Assunção.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também