Ronaldinho Gaúcho é réu em processo de R$ 300 milhões por empresa ligada ao craque

Ronaldinho Gaúcho teve seu nome citado em investigações contra a empresa R18k (Foto: Divulgação/Instagram)
Ronaldinho Gaúcho teve seu nome citado em investigações contra a empresa R18k (Foto: Divulgação/Instagram)

Ídolo do futebol mundial, o ex-jogador Ronaldinho Gaúcho será réu em uma processo judicial iniciado em conjunto por danos morais e materiais. A ligação dele com a empresa 18kRonaldinho pode lhe render uma cobrança de R$ 300 milhões por suposta lesão financeira à 150 pessoas e processo de pirâmide, ação não permitida no Brasil por prejudicar a economia popular.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

A ação civil coletiva é movida pelo Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo, de Goiás, que afirma ter encontrado pelo menos 150 vítimas lesadas pela empresa associada ao ex-atleta. A informação é do portal "UOL". Ainda segundo a apuração, os investidores são de diversos estados brasileiros e países como Estados Unidos, Portugal e Itália.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também:

Os valores cobrados na Justiça foram calculados com base nos possíveis prejuízos aos investidores. Ronaldinho não é o único nome associado à empresa. Outros réus são os diretores e colaboradores Marcelo Lara Marcelino, Bruno Rodrigues Alcântara, Raphael Horácio Nunes de Oliveira e Athos Trajano da Silva.

A empresa associada ao nome do ex-jogador de Barcelona e Seleção também foi citada por pirâmide financeira em outras investigações do Ministério Público Federal. Pouco depois, o craque anunciou ter se desligado da empresa e afirmou ter sido lesado pelos dirigentes.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também