Ronaldinho comenta recepção dos paraguaios e diz estar cooperando com a Justiça

Ronaldinho comenta recepção dos paraguaios e lembra tempos no Barça (AFP)
Ronaldinho comenta recepção dos paraguaios e lembra tempos no Barça (AFP)

Ronaldinho Gaúcho rompeu o silêncio pela primeira vez desde a sua prisão e conversou com a “ABC Color” sobre o seu tempo no Barcelona e sobre os problemas que teve no Paraguai. O astro relembrou com carinho do passado e contou sobre como eram seus dias no cárcere, ao lado de outros detentos.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Siga o Yahoo Esportes no Google News

O campeão do mundo de 2002 revela surpresa ao chegar no país ao descobrir que os documentos que portava não eram legais, mas que em todo o tempo foi recebido com carinho pelos paraguaios.

Leia também:

- Eu sinto o carinho, amor e respeito de todos os paraguaios desde o primeiro dia que cheguei no país. Todas as pessoas com quem tive na Agrupação (centro de segurança da Polícia Nacional) me receberam com gentileza, jogando futebol, dando autógrafos, fotos. Faz parte da minha vida, não teria motivos para parar de fazê-lo, ainda mais com pessoas que viviam momentos difíceis, como eu.

Segundo o brasileiro, ele foi ao Paraguai para participar de uma série de eventos sob contratos administrados por Assis, que também é o representante de Ronaldinho. Então, acabou descobrindo posteriormente que os documentos eram falsos e foi aí que tudo começou. 

"Tudo o que fazemos é feito sob contratos gerenciados por meu irmão, que é meu empresário. Neste caso, viemos participar do lançamento de um cassino on-line, conforme especificado no contrato, e do lançamento do livro Craque da Vida, que foi organizado com a empresa no Brasil que tem o direito de usar o livro no Paraguai. Ficamos surpresos ao saber que os documentos não eram legais”, explicou.

Ronaldinho também deixa claro que, desde que foi a julgamento, procura ajudar nas investigações e colaborar com o processo para que tudo seja esclarecido o mais rápido possível.

“Desde então, nossa intenção tem sido colaborar com a justiça para esclarecer o fato, como temos feito desde o início. Desde esse momento até hoje, explicamos tudo e facilitamos tudo o que a justiça nos pedia".

Além de comentar sobre o imprevisto no Paraguai, o eterno camisa 10 do Barcelona lembrou da sua chegada na Catalunha e seu título mais importante com o fardo blaugrana.

- Foi um momento mágico, conquistar a Liga dos Campeões com o Barcelona foi algo muito especial. O clube não vinha de bons anos e ganhar algo importante foi muito especial novamente.

Ronaldinho aguarda seu período no país latino para voltar ao Brasil após ter conseguido sair da prisão e ficar detido domiciliarmente com seu irmão, Assis. O desejo do craque ao retornar é reencontrar a mãe após dias difíceis desde o início da pandemia do coronavírus.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.


*Com informações da Goal.com

Leia também