Ronald supera adaptação e vira boa arma ofensiva do Botafogo

·1 minuto de leitura


O Botafogo ganhou um "reforço caseiro" nas últimas partidas. Depois de um período inicial marcado por atuações inconstantes, Ronald recebeu uma chance na equipe titular diante do Vasco, na final da Taça Rio, e teve uma boa atuação em termos individuais. O mesmo se repetiu diante do Vila Nova, na última sexta-feira.

+ Chamusca fala sobre estreia de Chay no Botafogo e elogia o atacante

Apesar do gol alvinegro ter sido marcado por Rafael Navarro com assistência de Chay, Ronald também foi importante para a construção ofensiva da equipe. O atacante teve quatro dribles e venceu oito duelos no chão, além de ter sofrido duas faltas - os dados são do "SofaScore".

Primeira contratação confirmada para a temporada 2021, Ronald teve um período de adaptação com atuações pouco atrativas. Interesse antigo do clube de General Severiano, o atacante demorou para entrar na engrenagem do Botafogo, mas apareceu com frequência nos últimos três jogos.

Conheça o novo aplicativo do LANCE!

O camisa 21 tem atuado, preferencialmente, pelo lado direito do ataque. Com poucas obrigações defensivas, apareceu como a válvula de escape e se faz ainda mais importante pela individualidade diante de um Botafogo que possui dificuldade para criar jogadas trabalhadas e coletivas.

Ronald foi justamente um dos jogadores que mais acertou dribles na última edição da Série B do Brasileirão. O atacante foi o segundo colocado neste quesito, com 59 disputas individuais ganhas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos