Romero é ovacionado ‘em casa’ e se diz mais respeitado no Corinthians

A Seleção Brasileira tinha Fágner como representantes do Corinthians em campo nesta terça-feira. Além do lateral direito, Marquinhos, Paulinho e Renato Augusto também têm receberam um carinho especial pela identificação com o alvinegro do Parque São Jorge. Mas, no duelo entre Brasil e Paraguai pelas Eliminatórias Sul-Americanas, um dos atletas mais tietados e bem recebidos pelos torcedores corinthianos que estiveram na Arena de Itaquera foi Ángel Romero.

Antes mesmo do confronto, o atacante paraguaio teve seu nome gritado por parte das arquibancadas durante a escalação das equipes. Assim como seu irmão gêmeo, Ángel Romero entrou no segundo tempo da partida e poupo conseguiu fazer para evitar a derrota do Paraguai por 3 a 0. Mesmo assim, depois do apito final, o camisa 11 do Timão viu muitos torcedores de aglomerarem próximo ao túnel de acesso aos vestiários para pedir sua camisa de presente.

“Claro (que ouvi os gritos). Fiquei muito feliz, porque a torcida gritou meu nome, estou fazendo um bom trabalho aqui no Corinthians, hoje infelizmente não pude ajudar meu time, mas a gente vai trabalhar para classificar para o Mundial”, disse o jogador ao Sportv.

Maior artilheiro da Arena Corinthians, palco da vitória brasileira nesta terça, Romero pode dizer que se sentiu em campo, apesar do revés que complica a situação de sua seleção na busca por uma vaga na Copa do Mundo de 2018. O atacante, por outro lado, ao menos o atacante sentiu o reconhecimento de muitos torcedores, alguns até com cartazes para homenageá-lo. Se um dia Romero cobrou mais respeito quando sofria com as críticas, nesta quarta ele apenas agradeceu.

“Graças a deus, a torcida gosta do meu trabalho. Agora está respeitando mais. Eu fico muito feliz”, concluiu o paraguaio.