Romário volta a responder Edmundo, e dupla 'bad boys' renova rivalidade: 'Continua com essa babaquice'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Os 'bad boys' parecem estar longe de reatarem a dupla de futevôlei nas praias cariocas. Depois de Edmundo chamar Romário de egocêntrico e recordar o entrevero entre os dois nos tempos de Vasco, foi a vez do senador voltar a responder o comentarista.

No Twitter, Romário reviveu a insatisfação de Edmundo referente à disputa pela braçadeira de capitão do Vasco depois do Mundial de Clubes da FIFA, em 2000. Na época, o Animal chamou Baixinho de 'príncipe', enquanto o então presidente Eurico Miranda seria o 'rei'.

- Já tô com 55 anos e, pra mim, já tá td certo e resolvido há muito tempo, mas já que continua com essa babaquice, toma esse #tbt - escreveu.

Ontem (6), o Baixinho já havia rebatido a declaração do ex-companheiro, classificou as aspas de Edmundo como 'ciúme bobo' e prometeu continuar a resposta nesta quinta-feira. Dito e feito.

- Quer dizer que eu é que sou egocêntrico, né? O estranho é que eu falo com ele quando o encontro. Ele já foi na minha casa, e a gente já se encontrou na praia, no futevôlei. Vem TBT por aí. Podem se preparar - disse Romário em entrevista ao 'Uol'.

A dupla renovou a rivalidade dos anos 90 após Edmundo, no podcast 'Inteligência S/A', comentar sobre o afastamento dos ex-jogadores.

- Fui muito amigo dele, mas Romário é muito vaidoso e egocêntrico. Num momento lá atrás, ele foi muito legal para mim. Só que chegando lá na frente, a gente passou a ser concorrente. De tudo, de mulher, de artilharia, de título, de vaga na Seleção... A gente começou a ter conflitos. Se eu chego na praia, se ele não fala comigo, eu também não falo - começou Edmundo.

- Prefiro estar com os meus, com quem eu possa viver em comunhão. O egocentrismo atrapalha. Isso foi me ferindo e me afastando. Tudo girando em torno dele e isso para mim não dá. Não gosto de falar mal do cara. Ele não mexe comigo, e eu também não mexo com ele - completou no podcast 'Inteligência S/A'.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos