Rollo afirma que Bolsonaro pretende doar o CT Rei Pelé ao Santos

Fábio Lázaro
·2 minuto de leitura


O presidente do Santos, Orlando Rollo, aproveitou a visita do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) à Vila Belmiro, para participar do evento beneficente "Natal Sem Fome", organizado pelo ex-jogador do Peixe, Narciso, para conversar sobre a atual situação do CT Rei Pelé.

O terreno onde se encontra o Centro de Treinamentos santista está localizado em uma área patrimonial pertencente a União e o Alvinegro atualmente deve R$ 90 milhões, já que tem usado o local sem promover uma contrapartida social, que é o solicitado em cessões como essa.

Em contato exclusivo com o LANCE! durante o evento, Rollo disse que antes da partida acontecer conversou com Bolsonaro por cerca de meia-hora e o chefe do Executivo se mostrou disposto a doar o terreno ao Peixe.

- Quando eu falei do valor que a SPU está solicitando para a gente comprar o espaço, ele falou que vai arrumar um instrumento jurídico e que a intenção dele é doar a área para o Santos Futebol Clube - disse o cartola com exclusividade ao L!.

- Não foi uma conversa curta, não, nós conversamos mais de meia-hora sobre a situação do CT Rei Pelé. Acho que hoje o Santos avançou bastante - acrescentou.

De acordo com o Orlando Rollo, o assunto será passado ao próximo presidente santista, Andrés Rueda, que assume o posto a partir desta sexta-feira (1º), mas uma reunião está pré-agendada pela assessoria do Planalto.

- (Bolsonaro) Pediu, inclusive, para que a gente marcasse já uma reunião para ver isso e eu vou encaminhar par ao próximo presidente, Andrés Rueda, dar prosseguimento. Creio que hoje a gente avançou muito na questão do CT - afirmou Rollo.

Além do presidente santista, participaram da conversa o membro do Comitê Gestor santista, Mário Badures, o coordenador técnico do futebol profissional, Márcio Santos, e o ídolo santista da década de 70, Clodoaldo Tavares Santana.