Roger Machado vê Atlético-MG com “estilo de Libertadores”

A vitória do Atlético-MG sobre o Libertad na noite desta quarta-feira, por 2 a 0, no Independência, pela Libertadores, foi sofrida, com bastante dificuldade. Na opinião do técnico Roger Machado, o triunfo teve também teve o jeito da competição, com muita raça.

“Foi com bastante luta, com muito futebol, nos dois tempos, nas duas formas distintas de jogar. Tivemos o controle quase total da partida, criamos boas oportunidades no primeiro tempo e o placar não foi alterado. No segundo tempo percebi o adversário mais fechado, optei pela troca, trancando os três zagueiros e liberando os lados. Foi com estilo de Libertadores, com luta e a torcida apoiando o tempo inteiro”, destacou o treinador.

O Alvinegro encontrou muita dificuldade durante o jogo. No primeiro tempo a equipe teve a bola nos pés, foi mais imponente, mas não conseguiu penetrar na defesa adversária, que se comportava com postura tática interessante. Na volta do intervalo, Roger observou a dificuldade e colocou o atacante Rafael Moura no jogo.

Para Machado, o triunfo alvinegro foi construído com trabalho coletivo, com jogadores trocando passes e sabendo o momento certo para construir o resultado positivo.

“Foi com entrega, com doação, estilo de Libertadores. Os gols foram construídos coletivamente, com a bola no chão. O Otero não estava mal, pelo contrário, fazia bons cruzamentos e bons chutes, mas nas vitórias pessoais o Maicosuel estava melhor”, decretou.

Para furar o bloqueio do Libertad, Roger precisou colocar Rafael Moura. Com dois atacantes na área, a vida atleticana ficou mais fácil. O treinador atleticano elogiou e falou da importância de Fred para a equipe.

“Foi jogada bonita, por dentro, teve participação do Maicosuel, do Robinho também, do Fred fazendo pivô, o Robinho concluindo. Jogadores que cumprem papéis importantes. Hoje Fred não marcou gols, mas foi decisivo”, finalizou.

O Atlético-MG volta agora aos trabalhos na Cidade do Galo, com o foco na partida de ida da final do Campeonato Mineiro, em clássico contra o Cruzeiro, neste domingo, no Mineirão, às 16 horas (de Brasília).