Roger Flores diz que é 'perigoso' o Cruzeiro dar 'superpoderes' para o técnico Vanderlei Luxemburgo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O técnico Vanderlei Luxemburgo, do Cruzeiro, tem muito cartaz e moral com a diretoria do clube, que o tem como “escudo” em vários momentos, inclusive quando os problemas internos vem à tona. Todavia, essa força toda é algo problemático para o comentarista do SporTV, Roger Flores.

O ex-jogador da Raposa comentou uma fala de Luxa, em que afirmou poder resolver a dívida e a crise do time mineiro em cinco anos, se o deixarem assumir o clube. O Cruzeiro deve R$ 1 bilhão, me dá cinco anos para gerir que o Cruzeiro paga este R$ 1 bilhão”. Vanderlei Luxemburgo disse isso à rádio Super 91.7 FM. Para Roger, O treinador não pode ter “superpoderes” internamente.

-Eu vi uma declaração do Luxemburgo falando que, se deixarem ele trabalhar durante cinco anos, ele paga a dívida do Cruzeiro. Acho que este é o grande perigo. Vanderlei é um grande treinador, problema é quando ele começa a querer mexer em outras áreas, área administrativa, área financeira, outras áreas que não competem a ele. Acho que pode ser um problema-disse Roger que prosseguiu.

-Se o Vanderlei quer ser só o treinador, acho que pode ser uma boa para o Cruzeiro, porque a campanha dele em números, em porcentagem, não é uma campanha ruim, porém o time é muito fraco. Então, se o Vanderlei quiser ser só o treinador, pode ser uma boa solução. Se quiser mexer em outras áreas, ter superpoderes, pode ser um problema-completou Roger.

O comandante ainda não decidiu se vai seguir no comando do Cruzeiro em 2022, pois ainda está negociando sua permanência. A última vez em que falou sobre o assunto, disse que o acerto estava perto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos