Rogério Ceni no Arsenal? Ex-goleiro admite conversa e comemora indicação à Bola de Ouro em 2007

Goal.com

É difícil imaginar Rogério Ceni vestindo o uniforme de outro clube como goleiro. Mesmo como treinador, dissociar sua imagem com a do São Paulo ainda é difícil . Porém, Ceni recebeu sondagens de clubes europeus quando ainda defendia as traves do clube do Morumbi.

"Eu tive algumas ofertas de clubes europeus", confirmou Ceni em entrevista para a FourFourTwo , da Inglaterra. "No começo da minha carreira, alguns agentes tentaram me levar ao Arsenal, mas as negociações não deram certo".

O ex-goleiro ainda relembrou o interesse de outros clubes além do Arsenal: "Depois, houve mais interesse do Hannover e do Deportivo La Coruña, mas naquele momento a moeda brasileira era um tanto forte, então seria mais ou menos o mesmo salário", afirmou.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Porém, o treinador do Fortaleza não se arrepende de ter ficado no São Paulo naquela época. "Eu fiquei no São Paulo e foi a melhor decisão, porque eu agora aproveito o que fiz pelo clube e o carinho de todos os torcedores", declarou o ex-jogador, brasileiro que mais atuou por um mesmo clube na história .

Ceni foi perguntado sobre o maior feito de sua carreira e surpreendeu com sua resposta. Para ele, a 27ª colocação na lista da Bola de Ouro de 2007 é motivo de muito orgulho.

"Eu fiz 1237 jogos pelo São Paulo em mais de 25 anos, quase 1000 como capitão. Eu marquei 131 gols de faltas e pênaltis. Eu ergui a Libertadores e ganhei o Mundial de Clubes da Fifa contra o Liverpool na final. Mas, como goleiro, foi ser nominado à Bola de Ouro de 2007, apesar de nunca ter jogado na Europa", disse.

Vale lembrar que o ex-goleiro também esteve na conquista do pentacampeonato mundial da seleção brasileira, em 2002. Recentemente, o centésimo gol do goleiro compeltou nove anos . Ederson, goleiro do Manchester City, revelou que se inspirava em Ceni no começo da carreira .

Leia também