Rogério Ceni fala sobre relação com a torcida do São Paulo após declarações sobre o Flamengo: 'Maior respeito'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O empate por 1 a 1 entre e São Paulo e Ceará, nesta quinta-feira (14), marcou a reestreia de Rogério Ceni no comando do Tricolor. Durante seu período como treinador pelo Flamengo, o técnico se envolveu em uma polêmica com a torcida são-paulina ao falar sobre a diferença entre os dois clubes. Durante coletiva, Ceni comentou sobre o ocorrido.


CONFIRA A TABELA ATUALIZADA E SIMULE OS JOGOS DO BRASILEIRÃO DE 2021!

Enquanto comandava o Flamengo, Rogério Ceni afirmou que, apesar do fato de que o São Paulo é um time de massa, o ambiente do Flamengo é diferente, exaltando a torcida flamenguista. O treinador explicou a declaração

- A declaração foi dada quando eu estava no Flamengo, que é uma grande instituição, um ótimo lugar para se trabalhar, um clube que me propiciou ser campeão da Série A e outros títulos. É que no Rio de Janeiro é diferente. Em São Paulo, a torcida é muito dividida entre os três grandes e no Rio de Janeiro, existem mais de 700 favelas no Rio de Janeiro, e é praticamente uma questão social você vestir a camisa do Flamengo. Você faz parte daquela comunidade, faz parte daquele grupo. O respeito que eu tenho pelo Flamengo e com todos os outros times nos quais eu trabalhei e enfrentei, não diminui o quanto eu gosto de me identifico com esse clube (São Paulo) - justificou Ceni.

Questionado sobre seu relacionamento com os são-paulinos, afetado após sua fala enquanto treinador do Flamengo, Rogério reafirmou seu carinho pelo Tricolor e ressaltou momentos marcantes de sua passagem enquanto jogador.

- Eu acho que a minha relação com o São Paulo é eterna. E eu respeito. Se eu, durante 25 anos, deixei minha vida aqui dentro, e ainda pode haver pessoas descontentes, eu lamento. Se o torcedor gritar, ou não, eu vou estar sempre próximo, sempre respeitando, por que foi o torcedor que me sustentou e colocou aqui durante esse tempo todo. Para mim é um prazer estar no clube que é, praticamente, minha casa. Onde eu morei, debaixo dessas arquibancadas, por quatro anos - comentou.

Ceni afirmou ter um bom relacionamento com torcedores, contando, inclusive, bons episódios a respeito de sua volta. O técnico ressaltou seu carinho pela torcida são-paulina.

- Todos me cumprimentaram e me saudaram desde a chegada, ficaram felizes. Acho que, com o passar do tempo, com os resultados... O São Paulo é minha casa, a torcida, que seja a Independente, a Dragões, que são as organizadas, tenho o maior carinho por todas, maior respeito por todas.

Em sua reestreia, Ceni comandou o time em uma grande atuação, apesar do resultado ruim. Com o empate por 1 a 1, o Tricolor segue na 13ª posição, apenas quatro pontos acima da zona de rebaixamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos