Rodrygo revela segredos para o título do Real Madrid e exalta Zidane

Stats Perform News

Vencedor do prêmio NxGn da Goal, como melhor jovem jogador do mundo em 2020, o atacante Rodrygo, recém campeão da La Liga com o Real Madrid, deu uma entrevista ao Globoesporte.com na qual diz que o time tratou todos os jogos depois da paralisação como finais e falou da relação com o seu técnico Zinedine Zidane.

Esta foi a primeira temporada de Rodrygo no clube merengue, depois da transferência do Santos, que se concretizou em junho de 2019. Com boas aparições no time e o terceiro artilheiro da equipe - com sete gols, atrás apenas de Benzema e Sergio Ramos -, o atacante, de apenas 18 anos, considera este início melhor do que ele imaginou que seria

"Foi muito acima do que eu esperava, por tudo. Chegar no maior clube do mundo, com os melhores jogadores do mundo, você fica com o pé atrás. Será que vai dar certo? Será que vou jogar? Mas eu pude jogar, ter muita oportunidade, consegui chegar na seleção brasileira. Acho que foi acima do esperado", disse o jogador.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

No pouco mais de um ano no time, esta é a segunda taça erguida por Rodrygo, que no início de 2020 havia sido campeão da Supercopa da Espanha. Sempre muito forte em finais, o segredo do Real Madrid nesta reta final de temporada, segundo o atacante, foi justamente este: tratar todos os jogos como decisivos. 

"Foi fundamental para nós depois da pausa levar todos os jogos como uma final. A gente colocou na cabeça que seriam 11 finais, e conseguimos dez vitórias até agora. Isso foi fundamental. E o Real Madrid em final, é difícil de perder", revelou Rodrygo sobre o time merengue, que está 100% desde a volta do campeonato.

Também depois da pandemia do coronavírus Covid-19, o brasileiro pode testar a sua nova forma física. Durante a paralisação, como contou, Rodrygo passou bastante tempo fazendo exercícios para trabalhar seu corpo e, como resultado, voltou aos treinos com 3 kg a mais de massa muscular. 

"Evoluí bastante fisicamente, aumentei meu peso, fiquei mais forte. Isso me ajudou muito dentro do campo, na volta do Espanhol", explicou o atacante. "Quando voltei da paralisação, o pessoal ficou surpreso. Era mais magrinho e voltei mais fortinho. Ficaram rindo, falando que eu estava gordinho. Mas foi uma reação boa".

E quem reagiu positivamente a mudança física do brasileiro foi o técnico do Real Madrid. Zidane, aliás, segundo Rodrygo, é parte fundamental de seu desenvolvimento no futebol, com sua orientação. "Falo por mim: ele conversa bastante. Desde que cheguei, sempre depois de treino, depois de jogo, ele conversa comigo. Se tenho que melhorar em alguma coisa, sempre me mostra nos vídeos. Acredito que seja assim com todos. E assim vai ganhando o grupo com esse método de trabalho, de ter o rodízio, de contar com todo mundo, porque aí todos se sentem importantes".

Na temporada, Rodrygo fez 25 partidas - sendo que em 15 esteve em campo desde o início e em dez saiu do banco - marcou sete gols. No Campeonato Espanhol, participou de 19 dos 37 jogos disputados até agora e colocou a bola para dentro duas vezes

Leia também