Rodrygo brinca com Ronaldo após a vitória do Brasil

 Rodrygo em ação contra Suíça. Foto: Matthias Hangst/Getty Images
Rodrygo em ação contra Suíça. Foto: Matthias Hangst/Getty Images

O atacante Rodrygo atuou no segundo tempo da vitória do Brasil por 1 a 0 diante da Suíça pela segunda rodada do Grupo G da Copa do Mundo. O jovem atacante do elenco do técnico Tite foi entrevistado pelo ex-jogador Ronaldo Fenômeno, que brincou nessa entrevista ao tocar nas pernas dele para pegar a “magia”.

“Pegar um pouquinho aqui, ó”, brincou Rodrygo, que influenciou na risada do Ronaldo. O Fenômeno tratou logo de dar força para esse extremo veloz. "Vai com tudo, arrebenta. Muito boa sorte, o Brasil inteiro está torcendo por vocês", afirmou.

Leia também:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Rodrygo substituiu Lucas Paquetá no intervalo e atuou numa área que costuma ser ocupada pelo Neymar, que neste momento encontra-se lesionado. Foi do próprio Rodrygo que surgiu a jogada do gol de Casemiro aos 83 minutos. Vitória que confirmou a classificação brasileira para as oitavas de final com uma rodada de antecedência.

Mesmo com a concorrência de Vinícius Júnior, Raphinha, Gabriel Jesus, Antony e Martinelli, Rodrygo costuma ser acionado por Tite e além das suas participações nas eliminatórias atuou na estreia contra a Sérvia. É o tipo de jogador que trabalhado para o futuro, haja visto os seus 21 anos de idade.

CARREIRA

O paulista de Osasco firmou o seu primeiro contrato com Santos aos 11 anos de idade e atraiu os holofotes da base santista pela sua agilidade, drible, resistência física e faro de gol. Estreou como profissional do Santos em 2017, ganhou sequência com técnico Jair Ventura na temporada de 2018, que culminou com a sua transferência para o poderoso espanhol Real Madrid.

Até o momento, o ciclo de Rodrygo com time madridista já rendeu duas edições da Supercopa da Espanha (2019/20 – 2021/22), outras duas da La Liga (2019/20 – 2021/22), um título da Champions League (2021/22) e outro da Supercopa da UEFA (2022).