Rodriguinho não se acerta com o Cruzeiro e é mais um a deixar o clube

Valinor Conteúdo
LANCE!
O meia não aceitou receber menos na Raposa e está livre para acertar com outra equipe-(Reprodução L!TV)
O meia não aceitou receber menos na Raposa e está livre para acertar com outra equipe-(Reprodução L!TV)


O meia Rodriguinho não vai mais jogar Cruzeiro. O jogador e o clube não chegaram a um acordo para acerto salarial e, assim, Rodriguinho vai deixar a Toca da Raposa. Com a decisão, ele não vai enfrentar o Tupynambás, domingo, às 19h, em Juiz de Fora, pelo Mineiro.

Agora Rodriguinho e o Cruzeiro, com seu departamento jurídico, vão negociar a forma de saída e como o clube irá pagar os atrasados ao jogador, que tem a receber salários, direitos de imagem e trabalhistas.

O meia chegou a fazer duas partidas pelo clube e dizia que ainda estava em negociações com a Raposa, porém, dava sinais de que não agradava das propostas recebidas e nesta sexta-feira, 31 de janeiro, bateu o martelo de sua saída.




Rodriguinho engrossa a já extensa lista de atletas que optaram pode deixar o Cruzeiro sem aceitar uma readequação salarial, condizente com a atual situação financeira do clube.

Já saíram da Toca da Raposa por via direta ou com ordem judicial, Rafael, Orejuela (emprestado ao Grêmio), Dedé, Fabrício Bruno, Egídio, Dodô, Henrique, Jadson, Éderson, Marquinhos Gabriel, Pedro Rocha, Thiago Neves, David, Sassá e Fred.

Rodriguinho chegou ao Cruzeiro em janeiro de 2018, vindo do Pyramids, do Egito, custando 4 milhões de dólares, que foram pagos com a ajuda de um parceiro. O jogador fez 22 partidas e marcou oito gols. No restante da temporada, desfalcou o Cruzeiro, após se lesionar na região lombar, ficando oito meses parado, voltando somente em 2020.





Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também