Rodrigo Muniz e Yuri César sonham em levar o entrosamento para o time profissional do Flamengo no Carioca

Matheus Dantas
LANCE!
Rodrigo Muniz e Yuri César, à direita, se abraçam: dupla brilhou no Sub-20 neste ano (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)
Rodrigo Muniz e Yuri César, à direita, se abraçam: dupla brilhou no Sub-20 neste ano (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)


As circunstâncias e os títulos conquistados em 2019 levaram o Flamengo a optar por não disputar a Copa SP de Futebol Júnior e muitos jovens do Sub-20 atuarão nas primeiras rodadas da Taça Guanabara, entre janeiro e fevereiro, enquanto o grupo principal realizará a pré-temporada sob o comando de Jorge Jesus. Entre eles, Rodrigo Muniz e Yuri César, dois dos destaques do time que venceu tudo na temporada recém-encerrada: Carioca, Brasileiro e Supercopa.

No comando de ataque da equipe de Maurício Souza, a dupla somou 43 gols neste ano: 28 de Rodrigo Muniz, artilheiro do Copa do Brasil Sub-20 e do Flamengo em 2019, e 15 de Yuri César, artilheiro do Brasileirão Sub-20 e vice-goleador do Rubro-Negro na categoria na temporada. O entrosamento dos Garotos do Ninho é o mesmo dentro e fora dos campos, garantem os próprios.

- Pode se dizer que sim (nos completamos em campo). Ele (Rodrigo Muniz) me entende muito. Quando estou com a bola, percebe o que deve fazer e como se movimentar, por isso funcionamos tão bem juntos - afirmou Yuri, de 19 anos.



Além do Estadual, Brasileirão e Supercopa do Brasil, o Sub-20 do Flamengo também conquistou o OPG em 2019, resultados que aumentam ainda mais a expectativa por uma oportunidade na equipe principal do Flamengo. A estreia do Rubro-Negro na Taça Guanabara será no dia 18 de janeiro, ainda com adversário indefinido.

Rodrigo Muniz, centroavante com boa mobilidade, comentou o sucesso em 2019, motivo de confiança para repetir o desempenho no ano que vem.

- Trabalhando bem na base, naturalmente cria uma expectativa de subir. Agora, com essa chance de alguns atletas (das divisões de base) estarem no profissional, fica uma expectativa maior ainda. Se eu tiver uma oportunidade, quero aproveitar da melhor maneira possível - comentou o Garoto do Ninho.

Com a disputa do Mundial - com a derrota para o Liverpool (ING) na decisão por 1 a 0, em 21 de dezembro - a reapresentação do Flamengo de Jorge Jesus está marcada para o dia 22 de janeiro, dias depois da estreia no Estadual. A tendência é de que o grupo principal fique em pré-temporada por um mês, com o time comandado por Maurício Souza representando o clube no Carioca.





Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

JOIAS 'GARANTIDAS' POR MUITO TEMPO

Com o bom desempenho da dupla em campo, a direção da Gávea apressou-se e chegou a acordo por renovações dos contratos de Yuri César e Rodrigo Muniz nesta temporada. Em agosto, o primeiro assinou a prorrogação de seu vínculo até dezembro de 2023. A multa rescisória estipulada é de 50 milhões de euros.

O centroavante, por sua vez, prorrogou seu contrato até maio de 2024. O valor da multa rescisória é mantida em sigilo. Oficialmente, nenhuma oferta chegou à diretoria do Flamengo por nenhuma das joias, apesar de já estarem no radar de clubes europeus, assim como outros promissores talentos das divisões de base do Ninho do Urubu que representarão o time no início do próximo ano.



BATE-BOLA
Rodrigo Muniz, atacante do Flamengo


1. Campeão brasileiro, estadual e da Supercopa do Brasil. Artilheiro do Sub-20 do Flamengo, com 28 gols. 2019 poderia ser melhor do que isso?

Estou muito contente por esse ano. Graças a Deus, ganhamos cinco grandes títulos. Foi uma temporada gratificante. Mesmo com o Vitor Gabriel descendo para jogar e eu ficando no banco algumas vezes, estava conseguindo entrar e fazer gols, ajudando a equipe. Só tenho a agradecer que deu tudo certo no final.

2. No Sub-20, em 2019, você formou uma grande dupla com Yuri César, outro destaque da categoria. O entrosamento de vocês é levado também para fora de campo?

Sim. Ele é um grande amigo e um excelente jogador. Temos uma bela amizade fora de campo e isso também ajuda lá no gramado. Não só com ele, mas também com vários outros atletas que temos essa amizade forte fora campo, como o Wendell, Luizinho, Gomes...

3. O que explica o sucesso dessa dupla em campo?

O meu entrosamento com ele é muito bom. Mas não é só isso. Também tem muito trabalho. Nossa semana é muito forte e pesada. Treinamos muito para no jogo darmos o nosso melhor.

BATE-BOLA
Yuri César, meia-atacante do Flamengo

1. O time Sub-20 enfileirou títulos e conquistas em 2019. O que você projeta para 2020?




Foi um ano maravilhoso para nós. Não só para a equipe sub-20, mas para o clube também. Espero que em 2020 seja melhor ainda e possamos repetir esse feito de 2019.

2. Pode ser que você e outros garotos tenham as primeiras chances entre os profissionais no Estadual, já que o time principal estará ainda em pré-temporada. Como está vivendo essa expectativa?


É muito bom saber disso. Sempre sonhamos com essa possibilidade e é uma oportunidade enorme poder jogar com a camisa do Flamengo.

3. Você deu muitos passes para os gols de Rodrigo Muniz, artilheiro do Sub-20 na temporada. Como é a sua parceria com ele? Costuma brincar, "cobrar" alguma coisa em troca pelos passes que dá a ele?


Não cobro. Pelo contrário, incentivo muito ele e quando precisa melhorar em alguma coisa eu falo. Mas ele é um excelente atleta e tenho sorte de ter um centroavante igual a ele (risos)




















Leia também