Rodrigo Maia critica venda da SAF do Botafogo para John Textor: ‘Entregaram de graça’

·1 min de leitura


O Botafogo está muito próximo de concretizar a venda da SAF (Sociedade Anônima de Futebol) do clube para o fundo americano Eagle Holding, liderado pelo empresário John Textor, por R$ 400 milhões. Para ser formalizada a parceria, resta apenas os trâmites jurídicos e legais necessários. O ex-presidente da Câmara e torcedor do Alvinegro, Rodrigo Maia, criticou a negociação com o grupo americano.

> Conheça John Textor, empresário norte-americano que está próximo de comprar a SAF do Botafogo

- Entregaram o Botafogo de graça. Usaram a operação do Cruzeiro para fingir que há um bom negócio pro Botafogo. Engano forte. Vender o clube para um comprador em dólar ou euro é fácil. Uma promoção do Black Friday - escreveu Rodrigo Maia em sua conta no Twitter.

Nesta sexta-feira, o Botafogo entrou em acordo e assinou um pré-contrato com John Textor, pela prioridade na compra da SAF alvinegra. O empresário americano está montando um portfólio de clubes pelo mundo. John Textor possui 18% das ações do Crystal Palace, da Inglaterra, quando desembolsou 103 milhões de euros para se tornar sócio do clube londrino.

Vale lembrar que Rodrigo Maia, quando ainda era presidente da Câmara, foi um dos responsáveis que favoreceu a legislação do clube-empresa no Brasil. Em agosto deste ano, a lei das SAFs foi sancionada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos