Faro relembra infância com pai alcoólatra e revela promessa: "Nunca bebi"

Yahoo Vida e Estilo
Faro fala sobre a perda do pai para o alcoolismo: "A bebida acabou com tudo" (Foto: Reprodução/YouTube)
Faro fala sobre a perda do pai para o alcoolismo: "A bebida acabou com tudo" (Foto: Reprodução/YouTube)

Rodrigo Faro relembrou a infância com o pai alcoólatra em entrevista à Ana Hickmann. O apresentador da Record abriu o coração e falou que considerava o cirurgião-dentista Gil Vicente Faro seu herói até ver “o que a bebida pode fazer na vida de um homem”. O artista também revelou a promessa que fez após perder o pai. “Nunca coloquei um gole de bebida na boca e nunca vou colocar”, dispara.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

“Meu pai morreu muito cedo. (...) Era um pai extremamente amoroso, um marido incrível para a minha mãe, um cara que cuidava da família até a bebida alcoólica. Deveria ser considerada uma droga porque destrói, mata, acaba com lares e gera violência. A bebida acabou com tudo, foi mais forte”, conta em desabafo. Gil Vicente faleceu quando Rodrigo tinha 13 anos. “Estava no palco apresentando um programa quando recebi a notícia”, completa.

Leia também

O artista relembrou alguns episódios com o pai. “Vi algumas cenas do meu pai chegando em casa, brigas com a minha mãe, tive que proteger a minha mãe dele, tive que ir para a casa de outras pessoas com o meu irmão [o empresário Danilo Faro] porque as coisas estavam complicadas... Aí comecei a entender”, diz no vídeo. Ele também exaltou a mãe, Vera Lúcia. “Minha mãe criou a gente sozinha, passou uma barra muito grande cuidando da gente. Tive que aprender a ser homem muito cedo”, relembra.

Promessa

Faro conta que se sente mal quando abraça alguém e sente o cheiro de bebida alcoólica. “Me lembra automaticamente o cheiro que sentia quando abraçava meu pai”, explica. Após a morte do cirurgião-dentista — que era “dos melhores”, segundo o apresentador —, ele prometeu que nunca consumiria álcool.

“Prometi para mim mesmo que nunca colocaria um gole de bebida na boca. nunca coloquei e nunca vou colocar. Não preciso beber para falar bobagem”, brinca.

Leia também