Rodrigo Caio se vê como um dos melhores do Brasil e na próxima Copa, se mantiver o nível no Flamengo

Alexandre Praetzel
·2 minuto de leitura
Rodrigo Caio, em ação pelo Flamengo, na disputa da Série A do Brasileiro. Foto: Marcello Zambrana/AGIF
Rodrigo Caio, em ação pelo Flamengo, na disputa da Série A do Brasileiro. Foto: Marcello Zambrana/AGIF

Rodrigo Caio está comemorando o bicampeonato pelo Flamengo, após mais um ano de boas atuações. O zagueiro saiu do São Paulo sob desconfiança e se tornou um dos melhores da posição no futebol brasileiro. Rodrigo Caio acredita que sua regularidade nos desempenhos, o deixaram entre os destaques da posição defensiva.

"É difícil você falar em melhor, ainda mais numa posição tão específica como zagueiro. Você precisa ter várias virtudes para você falar, sou o melhor zagueiro do Brasil. Eu acredito que tenho muitas valências que me capacitam a ser um dos melhores do Brasil. Eu acredito muito nisso. Tenho muita coisa para melhorar como todo jogador de futebol e isso faz te crescer como atleta. Me capacitei para isso. Além de títulos, a minha constância faz me colocar entre os melhores. Em 2019, quando cheguei ao Flamengo, me capacitei a isso, com uma regularidade muito alta e isso é o mais importante no futebol. Acredito que tenho isso", afirmou, em entrevista à Rádio Bandeirantes, com presença do blog.

Leia também:

Rodrigo Caio também aguarda a próxima convocação da Seleção Brasileira de Tite e espera estar no Catar, com o alto nível apresentado com a camisa do Flamengo.

"É o meu sonho de estar na Copa. Em 2018, duas semanas antes, infelizmente tive uma lesão no pé e acabou me afetando para eu poder disputar até o final com o Geromel, estávamos entre eu e ele. Na última convocação, fui convocado em cinco zagueiros. Contra o Ceará, tive a lesão que acabou me afetando bastante. Sempre digo que esse é meu objetivo de carreira e acredito que se eu continuar em alto nível, como venho jogando há dois anos no Flamengo, a chance é muito alta, sabendo que existem excelentes zagueiros e sempre temos que estar em alto nível", ressaltou.

Pelo Flamengo, Rodrigo Caio tem 92 jogos e cinco gols marcados. Na Seleção, são cinco presenças entre os convocados.

De férias, depois da conquista da Série A, Rodrigo também mostrou muita preocupação com a pandemia do CoronaVírus no Brasil, concordando com o debate sobre uma possível paralisação do futebol.

"Olha, não sabia que aqui no Rio de Janeiro tinha o toque de recolher a partir das 23 horas. A gente está vivendo um caos. Eu mesmo estou acompanhando bastante e minha cidade está uma coisa de louco. Tive que internar meu tio, duas semanas atrás. Ontem, tive que internar minha tia. Se o futebol, de alguma forma, vai prejudicar a saúde das pessoas, a gente tem que parar. Penso que o melhor tem que ser feito para que a gente possa estancar tudo isso que vem acontecendo", ressaltou.