Rodrigo Caio acredita em virada do São Paulo e usa Barcelona x PSG como exemplo

O São Paulo foi surpreendido e se complicou na Copa do Brasil ao sair derrotado pelo Cruzeiro por 2 a 0 em pleno Morumbi na última quinta-feira (13). Para seguir na competição, o Tricolor precisa reverter o resultado no jogo de volta, que será disputado em Belo Horizonte, no entanto, apesar da dificuldade, Rodrigo Caio acredita que o seu time é capaz de virar e usou o jogo entre Barcelona e PSG para exemplicar que tudo pode acontecer no futebol.

"Você tem certeza disso ou está falando da boca para fora? Me desculpa, mas eu discordo, acho que as mesmas condições que o Cruzeiro teve de nos vencer em duas bolas paradas podemos ter lá. Por que eles não podem fazer um gol contra? E depois a gente fazer um gol, ir para os pênaltis e a gente ganhar? Você acreditava que o Barcelona ia passar pelo PSG? O futebol é dentro de campo. Meu pensamento agora é no Corinthians, temos plenas condições de ir para a final do Paulista e esse é meu objetivo. Mas se eu tiver na cabeça que não posso reverter um resultado, vou parar de jogar e procurar o que fazer. Tenho certeza de que a gente vai chegar lá e reverter", disse o defensor.

"Acredito que as duas equipes criaram muito pouco, foi um jogo muito truncado, com duas equipes que marcaram muito forte, e o jogo foi decidido em duas bolas paradas. Ficaríamos mais felizes se as bolas paradas fossem ao nosso favor. No primeiro tempo trocamos bastante bolas, não conseguimos entrar no time do Cruzeiro e furar o bloqueio. No segundo tempo tomamos dois gols que nos deixam em uma situação muito difícil", acrescentou.

Thiago Neves Rodrigo Caio Sao Paulo Cruzeiro Copa do Brasil 13042017
 © Marcello Zambrana/Light Press/Cruzeiro

Nas vésperas do clássico com o Corinthians pela semifinal do Campeonato Paulista, Rodrigo Caio elogiou o estilo de jogo do rival e explicou que o São Paulo terá que aproveitar todas as chances de marcar, para não ser surpreendido em lances de bola parada como aconteceu na partida contra o Cruzeiro.

"O Corinthians marca muito forte, joga no contra-ataque. Com a gente, jogaram por uma bola, fizeram o gol de empate em uma infelicidade. Temos que tocar bola, procurar espaço e na hora que tiver oportunidade finalizar bem e fazer o gol. Se fizermos o primeiro gol, o jogo muda um pouco".

O São Paulo encara o Cruzeiro na próxima quarta-feira (19), mas antes do seu desafio pela Copa do Brasil, o Tricolor tem o Corinthians pela frente já neste domingo (16), às 19h (horário de Brasília), no Morumbi, pelo jogo de ida da semifinal do Paulistão.