Rodrigo Caetano, do Atlético-MG, revela convite do Grêmio: 'não abri negociação'

Dirigente concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira - (Foto: Divulgação/Atlético-MG)


Rodrigo Caetano, diretor executivo do Atlético-MG, revelou nesta quarta-feira que recebeu convite de Alberto Guerra, presidente eleito do Grêmio, para assumir a função de diretor de futebol no clube para a temporada de 2023, mas que preferiu continuar no time mineiro.

- O Guerra realmente me fez o convite, mas daí para ter uma proposta há uma distância grande. Não abri nenhuma negociação, nem poderia. Pretendo cumprir meu contrato aqui - disse o diretor do Atlético-MG em entrevista coletiva na Cidade do Galo.

Na entrevista coletiva, Caetano falou sobre sua identificação com o Grêmio, time onde passou 12 anos como atleta profissional e mais quatro como gestor. Entretanto, reforçou que pretende cumprir seu contrato com o Atlético-MG.

- É natural, uma identificação, uma proximidade que tenho com o Grêmio. Fui atleta do clube por 12 anos, e o meu primeiro trabalho como executivo em um clube grande foi no Grêmio, por quatro anos. Praticamente me forjei como atleta e profissional no Grêmio. Natural que meu nome seja lembrado quando tem uma mudança de gestão - explicou o diretor.