Rodri defende Espanha como favorita na Copa do Mundo: 'A nível coletivo, tudo está muito igualado'

Rodri tem 26 anos e é um dos jogadores mais importantes da Espanha (Foto: Reprodução)


Em 2010, título. Em 2014, eliminação na primeira fase. Em 2018, queda nas oitavas de final, nos pênaltis. E para a Copa do Mundo que começa em poucos dias, a Espanha chega cercada de menos expectativa. Mas o meio-campista Rodri tem expectativa elevada na equipe que defende.

- Se falamos de individualidades, há seleções muito potentes. Mas a nível coletivo, tudo está muito igualado. Nós somos a seleção europeia que está sempre aí (na briga). Agora, o equilíbrio impera no futebol - analisou.

Importante no Manchester City (ING), Rodri faz parte de setor, na seleção espanhola, em constante mutação nos últimos jogos. Possível concorrente ou companheiro de titularidade é Sergio Busquets, do Barcelona.

- É uma decisão do treinador. Mas, na minha opinião, temos demonstrado que podemos jogar juntos. E os jogadores inteligentes se entendem no campo. Ganhamos muitas características. Estou convencido de que haverá fases do torneio em que o treinador vai utilizar. Nós ganhamos um mundial com Xabi e Busi - lembrou, citando, além de Busquets, Xabi Alonso, na Copa de 2010.

-> Confira a tabela da Copa do Mundo

A Espanha encara a Jordânia nesta quinta-feira. Será o último compromisso da Fúria antes do embarque para o Qatar.