Rodolfo perde outro pênalti e América-MG perde a chance de sair na frente no duelo contra o Criciúma

·2 minuto de leitura
MG - Belo Horizonte - 02/06/2021 - COPA DO BRASIL 2021 AMERICA-MG X CRICIUMA - Ze Ricardo jogador do America-MG durante partida contra o Criciuma no estadio Independencia pelo campeonato Copa do Brasil 2021. Foto: Fernando Moreno/AGIF

O América-MG não teve uma noite boa de futebol e ficou apenas no empate por 0 a 0 com o Criciúma, nesta quarta-feira, 2 de junho, no Independência, pela terceira fase da Copa do Brasil. Agora, o time mineiro terá de buscar a vitória fora de casa para seguir às oitavas de final da competição nacional. 

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

A equipe americana teve a chance de sair vencedor, ou pelo menos balançar as redes rivais, mas perdeu outra cobrança de pênalti com Rodolfo, com apenas trinta segundos de jogo. O atacante desperdiçou a penalidade pela segunda vez na temporada. Ele errou na final do Mineiro contra o Atlético-MG, tirando a chance do Coelho de ser campeão estadual. 

Leia também:

O duelo no Horto não teve grandes emoções e o América-MG chegou aos quarto jogo seguido sem marcar gol, incluindo Mineiro, Brasileiro e Copa do Brasil. 

Para avançar na competição mata-mata, o Coelho terá de vencer o Criciúma fora de casa para não perder a vaga nas oitavas de final de um prêmio de R$ 2,7 milhões. 

Próximos jogos

Coelho e Tigre voltam a se enfrentar no dia 9 de junho, quarta-feira, às 21h30, no Estádio Heriberto Hulse, em Criciúma. Antes, o América recebe o Corinthians, domingo, 6, às 16h, no Independência.


FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

AMÉRICA-MG 0 x 0 CRICIÚMA
Data:2 de maio de 2021
Horário: 21h30 (de Brasília)
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi e Jose Eduardo Calza (ambos do RS)
Cartões amarelos: Rodrigo (CRI), Zé Ricardo (AME), Gustavo(CRI), Dudu Vieira (CRI)
Cartões vermelhos:-
Gols; -

AMÉRICA-MG (Técnico: Lisca)

Matheus Cavichioli; Diego Ferreira, Eduardo Bauermann, Anderson e Ricardo Silva (Ramon, aos 34’-2ºT); Zé Ricardo, Juninho (Ribamar, aos 24’-2ºT), Alê e Ademir (Kawê, aos 24’-2ºT); Felipe Azevedo (Carlos Alberto, aos 34’-2ºT) e Rodolfo (Rodolfo José, aos 24’-2ºT)

CRICIÚMA (Técnico: Paulo Baier)

Gustavo; Claudinho (Moacir, aos 22’-2ºT), Rodrigo, Marcel Scalese e Helder; Dudu Vieira, PH (Gabriel Henrique, aos 13’-2ºT), Arilson e Dudu (Eduardo, aos 22’-2ºT) Figueiredo; Uiliam Barros (Warley, aos 34’-2ºT) e Felipe Matheus.