Sixers fecham série com Heat e vão às semis de conferência após 6 anos

EFE

Redação Central, 24 abr (EFE).- O Philadelphia 76ers bateram nesta terça-feira o Miami Heat por 104 a 91, chegaram a quatro vitórias na série eliminatória e se garantiram nas semifinais da Conferência Leste da NBA, pela primeira vez após seis anos.

No quinto jogo da série, jogando diante de sua torcida, os Sixers dominaram o placar quase que do início ao fim. O experiente ala-armador J. J. Redick foi o cestinha da equipe e do duelo, ao anotar 27 pontos.

Principais nomes da franquia da Filadélfia, o pivô camaronês Joel Embiid anotou 19 pontos e pegou 12 rebotes, e o armador Ben Simmons fez 14 pontos e conseguiu mais dez rebotes.

No Heat, o pivô reserva Kelly Olynyk foi o melhor pontuador, com 18 pontos, seguido pelo ala-armador Tyler Johnson, com 16, e o armador esloveno Goran Dragic, com 15.

Com a classificação, pela primeira vez desde 2012, os Sixers tentarão vaga na final do Leste. Há seis anos, a equipe venceu o Chicago Bulls na primeira rodada, mas acabou caindo diante o Boston Celtics.

Se superar a próxima série, o time da Filadélfia encerrará jejum de 17 anos sem conseguir ir à decisão da conferência. Em 2000-2001, a equipe perdeu a decisão do título da NBA para o Los Angeles Lakers.

Agora, os 76ers aguardarão a definição da série entre Boston Celtics e Milwaukee Bucks, que teve o quinto jogo disputado hoje, com a equipe verde de Massachusetts levando a melhor 92 a 87, fazendo assim três a dois no placar geral.

Sem Kyrie Irving e Gordon Hayward, dois grandes nomes da franquia, os Celtics contaram com o pivô dominicano Al Horford, que anotou 22 pontos e pegou 14 rebotes. O armador Terry Rozier saiu de quadra com 16 pontos.

Nos Bucks, o ala grego Giannis Antetokounmpo foi discreto, embora tenha anotado um duplo-duplo, com 16 pontos e dez rebotes. O ala Khris Middleton foi cestinha do time e do jogo, com 23 pontos.

O próximo jogo entre as duas equipes acontecerá nesta quinta-feira, em Milwaukee, com o Boston avançando, em caso de novo resultado positivo. EFE


Leia também