Roberto Carlos cita atrito com Galvão na Copa de 2006: 'Inventou história'


A Seleção Brasileira de 2006 tinha um grande time no papel, mas acabou eliminada precocemente no Mundial da Alemanha. Em entrevista à "Fox Sports Rádio", nesta quinta-feira, Roberto Carlos recordou uma rixa com Galvão Bueno após a derrota para a França, por 1 a 0, nas quartas de final.

Na ocasião, o Galvão criticou o lateral-esquerdo por estar arrumando o meião no lance que culminou no gol de Thienry Henry e na eliminação brasileira. Questionado se fica chateado ao relembrar o episódio, Roberto Carlos não foi direto ao ponto, mas acabou por alfinetar o narrador.

— Depois que eu falar com o Galvão, eu te respondo. Não, e nem vou falar nada porque, primeiro, que ele não estava no vestiário, segundo, que ele não sabe da preleção, terceiro, que ele não sabe meu posicionamento no campo, quarto, que ele não vai criticar os que são amigos dele. Mas esquece isso. É uma mentiraiada danada — disse o ex-jogador, que criticou a narrativa de Galvão:

— Eu já sabia o que tinha que fazer e meu treinador chamava-se Parreira ou Zagallo, não lembro, não era Galvão Bueno. Galvão Bueno inventou uma história lá do jeito dele. Um dia eu falo com ele pessoalmente.

A participação de Roberto Carlos no programa da "Fox Sports" abordou vários assuntos. Ao falar sobre a última temporada do Flamengo, o pentacampeão mundial apostou que a equipe teria os mesmos resultados "com qualquer outro treinador".








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também