Risco de briga! Polícia do RJ alertará autoridades do DF sobre plano de conflito de organizadas de Fla e Vasco

RADAR / LANCE!
Em entrevista coletiva nesta quinta-feira, policiais detalham que suspeitos investigados em megaoperação traziam planos de brigar com organizada do Vasco em clássico de domingo

O combate à violência entre organizadas não ficará restrito à operação deflagrada nesta quinta-feira. Em entrevista coletiva na qual detalhou o panorama da investigação, que prendeu cinco membros de uma organizada referente ao Flamengo suspeitos de envolvimento na morte de um botafoguense, a Polícia Civil do Rio de Janeiro revelou que alertará autoridades de Brasília sobre riscos de briga no clássico a ser realizado no próximo domingo.

Em meio às suas investigações, a Polícia Civil do Rio de Janeiro descobriu que havia planos da organizada Torcida jovem do Flamengo fazer uma briga com a Força Jovem, organizada que faz referência ao Vasco, em Brasília, na data do clássico. O confronto entre as equipes acontecerá às 18h30 deste domingo, no Mané Garrincha, pela Taça Rio.

O Governo do Distrito Federal afirmou na quarta-feira que elaborará um esquema especial para evitar a aproximação de torcedores rivais no mané Garrincha. Comandado pelo major aposentado da Polícia Militar Wanderley Benevides, o esquema prevê isolamento através de um alambrado de dois metros de altura para evitar que as organizadas dos dois times se encontrem. As entradas para torcedores dos dois clubes estão posicionadas em lados opostos, e haverá esquema especial de trânsito.

O CASO DIEGO SILVA DOS SANTOS

Na megaoperação realizada nesta quinta-feira visando a investigação da morte do torcedor Diego Silva dos Santos, de 28 anos, a Polícia expediu oito mandados de prisão a suspeitos por homicídio qualificado e associação criminosa. Além dos cinco presos, outros três estão foragidos. Outros 12 membros da organizada tiveram mandados referentes a crimes, enquanto houve 14 mandados de busca e apreensão.







E MAIS: