Rio de Janeiro tem maior taxa de mortalidade por coronavírus entre capitais brasileiras

Yahoo Notícias
Rio de Janeiro está em processo de reabertura, mesmo com alto índice de mortes pelo novo coronavírus (Foto: Andre Coelho/Getty Images)
Rio de Janeiro está em processo de reabertura, mesmo com alto índice de mortes pelo novo coronavírus (Foto: Andre Coelho/Getty Images)

A cidade do Rio de Janeiro tem a maior taxa de mortalidade por coronavírus em todo o Brasil: 12% dos fluminenses que tiveram Covid-19 morreram. O índico é o maior entre as 26 capitais do Brasil, com exceção de Brasília. Os dados são do Mapa da Desigualdade, do Programa Cidades Sustentáveis.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Em segundo lugar aparece Belém, que tem 11% de letalidade. A média nacional é de 5,1%. Os dados são baseados nos números do dia 10 de julho.

A capital brasileira com menor índice de mortes de pessoas que contraíram o novo coronavírus foi de 0,9% - 13 vezes a menos do que na cidade do Rio de Janeiro. Palmas também tem um índice baixo de letalidade do coronavírus, de 1,1%. São Paulo é a terceira capital com menor índice com mortalidade de 5,2%.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Segundo pesquisadores a taxa de mortalidade pela Covid-19 é maior nas capitais que normalmente apresentam altos índices de letalidade por doenças respiratórias. O Rio de Janeiro, por exemplo, foi a capital com mais mortes por problemas respiratórios em 2018. Na ocasião, foram 111 vítimas a cada 100 mil habitantes. O mesmo acontece em Belém.

Mesmo com altos índices de mortalidade pelo novo coronavírus, tanto Rio de Janeiro quanto Belém passam pelo processo de reabertura do comércio. Para além de lojas e shoppings, o campeonato carioca deve ser retomado nesta quinta-feira.

Leia também

Em Florianópolis e Palmas, com índices mais baixos, o mesmo é verdadeiro. Ambas as capitais têm números baixos de mortes por doenças respiratórias.

O levantamento faz a ressalva de que há uma relevante subnotificação e que os números de mortes por Síndrome Respiratória Aguda Grave aumentos significativamente em alguns estados.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também