“Ridículo”: Promotor do GP do Brasil critica ideia de levar F1 ao Rio

FERNANDO SILVA, NATHALIA DE VIVO

Não é segredo que o regime Bolsonaro apoia a inciativa do governo local de levar o GP do Brasil de F1 de volta ao Rio de Janeiro a partir de 2021. O projeto passa pela construção de um autódromo em Deodoro — que já foi anunciado como palco da MotoGP para 2022. Entretanto, a pista não existe e sequer há previsão de início das obras, que têm valor orçado de cerca de R$ 800 milhões. Questionado sobre a intenção dos governantes em mudar de São Paulo para o Rio o principal evento do esporte a motor do ano no país, Tamas Rohoniy, promotor do GP do Brasil, não teve dúvidas e disparou.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Eu, francamente, achei que foi um negócio tão ridículo que não merece comentário”, disse o húngaro em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO nesta quinta-feira (7), em Interlagos.

O dirigente comentou a penúltima etapa das obras feitas visando o GP do Brasil deste ano, como as reformas completas dos boxes, que ficaram mais largos, altos e ganharam também uma nova estrutura de piso e também iluminação, avaliada em R$ 38 milhões. 

Tamas Rohonyi, promotor do GP do Brasil de F1 (Foto: Nathalia de Vivo/Grande Prêmio)


A expectativa é que a cobertura do paddock, na última etapa do projeto de remodelação do circuito, já esteja disponível para as 6 Horas de São Paulo, etapa que marca o retorno do país ao calendário do WEC em 1º de fevereiro de 2020.

“As equipes são, em geral, bastante sensatas. Acho que qualquer pessoa sensata, ao chegar aqui e dizer: ‘Mamma mia, o que vocês fizeram?’. Isso é certeza absoluta”, destacou.

Tamas ainda ressaltou a aura de Interlagos, reconhecido por muitos pilotos como uma verdadeira catedral mundial do esporte a motor. Rohonyi comparou a pista com um icônico palco da ópera mundial.

“Todos nós temos de lembrar que a parte mais importante de um autódromo é a pista de corrida. E diria, eu não, mas Ron Dennis, uma vez falou para mim: existem apenas três de pista no mundo: Spa, Interlagos e Silverstone. O resto é muito mais ou menos. E quem viu a última prova em Austin, viu aquelas lombadas que quase quebrou a coluna das pessoas, você vê que não adianta, que não pode fazer uma grande corrida se não tiver uma grande pista”, disse.

Tamas destacou a reforma dos boxes do autódromo de Interlagos (Foto: Nathalia de Vivo/Grande Prêmio)


“E, nesse ponto, temos sorte, porque essa pista meio que nasceu, não foi projetada por um alemão, seja quem for. E, se chover, melhor ainda. Então é um clássico. Sempre digo um seguinte: se você perguntar a um grande cantor de ópera, ‘onde você quer cantar?’. ‘Já cantei em Berlim, mas meu sonho é cantar na Scala de Milão’”, acrescentou.

“E quem anda em Interlagos, pode dizer isso, que guiou em Interlagos. Vou te contar uma história. Muitos anos atrás, a gente trouxe uma categoria juvenil, da BMW, e o pessoal quase chorou ao guiar na mesma pista que um Emerson ganhou, um Niki Lauda, [Carlos] Reutemann, todos os grandes pilotos”, complementou.

Por fim, Tamas foi questionado sobre o que esperar da primeira prova de Lewis Hamilton correndo como hexacampeão mundial. Mas não descartou a chance de Max Verstappen proporcionar outro espetáculo em Interlagos. “Hamilton vai fazer um esforço monumental para mostrar que é o maior de todos. Mas Interlagos é pouco previsível porque permite ultrapassagens. Você lembra Verstappen na chuva, ano passado, passando por fora...”, recordou o promotor, sem palpitar no vencedor do GP do Brasil de domingo que vem. “Para mim, tanto faz”, concluiu.

O GRANDE PRÊMIO vai cobrir AO VIVO, em TEMPO REAL e 'in loco' todo o fim de semana do GP do Brasil de F1, entre 14 e 17 de novembro.

Paddockast #40

QUEM VOCÊ ENTREVISTARIA NO GP DO BRASIL?


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM





Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo


O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.


Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.







Leia também