Ricciardo diz que poderia perder vaga na McLaren se decisão não fosse rápida

Adam Cooper
motorsport.com

Daniel Ricciardo assinou contrato com a McLaren para a temporada 2021 no mês passado, após Ferrari anunciar que Sebastian Vettel não ficaria e que ele seria substituído por Carlos Sainz. Isso abriu uma vaga na equipe inglesa que o australiano preencheu quase que imediatamente.

Alguns observadores questionaram o piloto por não ter esperado por mais tempo, para pelo menos observar o desempenho da equipe em 2020, em vez de se comprometer com uma medida tão antecipada.

Leia também:

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

VÍDEO: Renault mostra Ricciardo acelerando em teste na ÁustriaRicciardo: estou na F1 para ser campeão; quando não puder, saireiRicciardo: F1 não precisa de ideia "bagunçada" de corridas de classificação com grid invertido

No entanto, Ricciardo diz que, mesmo que a temporada começasse, ele não teria respostas claras por um mês ou dois e, portanto, não fazia sentido adiar sua decisão.

"Acho que, obviamente, o anúncio ou as notícias de Vettel com a Ferrari provocaram tudo", disse Ricciardo ao podcast da F1. “E então as coisas estavam mudando muito rapidamente em torno de Carlos e todas as outras coisas. Embora parecesse que talvez ainda houvesse tempo, eu realmente não acho que havia.”

“Isso é tudo o que estava pensando, com o início da temporada em julho, o que até então não era 100% garantido, não daria para descobrir na primeira corrida ou a segunda corrida.”

"Você provavelmente espera até agosto ou setembro até saber realmente onde todos estão, e então acho que seria muito tarde para conseguir algo."

Ricciardo admitiu que não estava certo em deixar a Renault para a McLaren e teve que se basear em uma combinação do que foi mostrado em 2019 e no potencial desconhecido do pacote Mercedes do próximo ano.

“Obviamente, a realidade é que você recebe sugestões de qualquer time que esteja falando com você e, até certo ponto, especialmente agora sem ter corridas. Você precisa ir a um lugar em que o empolga. Você está seguindo o que sente e pensa naquele momento.”

“Se você voltar ao ano passado, que é a nossa melhor referência no momento, você verá que eles (McLaren) foram a equipe que fez mais barulho.”

“A Mercedes venceu o campeonato novamente, mas ficou claro para a maioria que a McLaren foi a equipe que deu o maior passo. Isso foi realmente encorajador para eles, e é exatamente isso que você pode basear.”

Barrichelo no lugar de Schumacher na Benetton? Ligação na véspera do acordo mudou tudo

PODCAST: Entrevista com Christian Fittipaldi: o início de carreira até os dias na F1

Your browser does not support the audio element.

Leia também