Ricciardo não acredita que lutará pelo pódio no GP do Bahrein

A Red Bull ainda não demonstrou o mesmo poder de briga de Mercedes e Ferrari como fez na última temporada. Enquanto as duas escuderias seguem brigando pelo topo, a RBR está um pouco abaixo. Neste domingo, será realizado o Grande Prêmio do Bahrein, terceira prova do Mundial de 2017, mas as expectativas de Daniel Ricciardo não são das melhores.

Após abandonar o GP da Austrália, Ricciardo terminou na quarta colocação na Austrália, e ainda viu seu companheiro de equipe, Max Verstappen, ganhar 13 posições e terminar no pódio. Mesmo assim,  o australiano não acredita que possa fechar entre os três melhores, mas brincou que um cenário pior seria terminar atrás do parceiro.

“Para estar no pódio no domingo, precisaríamos que Mercedes e Ferrari fizessem alguma graça. Mas duvido que isso aconteça, então provavelmente eu termine em quinto lugar. Não quero parecer pessimista, mas não vejo nenhuma mudança, será o mesmo que na China. Se todos os favoritos estiverem na prova, lutaremos pelo quinto lugar. A única coisa pior seria terminar em sexto, pois significaria que Max está um ponto à minha frente”, disse.

Ricciardo ainda comentou qual a principal dificuldade que a Red Bull está enfrentando no campeonato quando comparada às outras duas equipes. Na temporada de 2016, Daniel terminou na terceira colocação, com 256 pontos conquistados.

“Não temos downforce, não como Mercedes e Ferrari. Eles podem frear mais tarde e com mais velocidade. Não acho que a unidade de potência seja nossa maior deficiência, mas sim a falta de downforce”, finalizou o piloto australiano.

Veja abaixo os salários dos pilotos de 2017 da F1.