Ricardo Sá Pinto admite desgaste do Vasco no empate: 'Não poderíamos ter jogado com esses jogadores'

Felippe Rocha
·1 minuto de leitura


Além da demanda mental de tentar voltar a vencer no Campeonato Brasileiro - agora são oito partidas - o Vasco está fisicamente cansado. Foi essa conclusão à qual chegou o técnico Ricardo Sá Pinto depois do empate em 1 a 1 com o Goiás. No duelo deste domingo, o Cruz-Maltino teve queda considerável de rendimento da primeira para a segunda etapa.

- No primeiro tempo, apesar de não jogar como gostaríamos, estávamos equilibrados e controlando o jogo. Mas já dávamos sinais de que não estávamos bem. Percebeu-se, admito, que não poderíamos ter jogado com esses jogadores hoje - afirmou, antes de concluir:

- O time do Goiás tem bons jogadores, era uma final para eles. Têm futebol direto para o Fernandão, o Keko é muito bom jogador, enfim. Criaram muitas dificuldades na segunda parte. Quando estávamos frescos, conseguimos ganhar disputas e ter discernimento. Na segunda parte, não estivemos bem - assumiu o treinador.

O técnico português, com estilo franco à frente dos microfones, concordou com o que se viu em campo, O Goiás esteve mais perto da vitória do que o Vasco.

- Tivemos sorte na segunda parte. Hoje, não perdemos dois pontos, mas ganhamos um ponto. Com honestidade. Estávamos fatigados. Começava a falhar um, depois outro. Isso leva a desequilíbrios defensivos e falhas ofensivas. Quando sofreu o gol, já tinha três jogadores para entrar. Estamos, pelo menos, satisfeitos porque não perdemos e saímos da zona de rebaixamento - avaliou.