Revoltado, dirigente do Inter dispara: 'Uma das maiores vergonhas dos últimos tempos'

LANCE!
·1 minuto de leitura


O clima no vestiário do Internacional estava pesado após o revés para o Flamengo. Irritado pela expulsão de Rodinei, o vice-presidente do Colorado João Patrício Hernan, não poupou críticas ao árbitro Raphael Claus.

+ CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO

No discurso do cartola, além da reclamação pelo cartão vermelho, ele também afirmou que os próprios jogadores do Flamengo discordaram da decisão da arbitragem.

‘Quem estava aqui no estádio viu uma das maiores vergonhas dos últimos tempos. O Inter foi surrupiado. O árbitro mudou o critério que estava adotando nos últimos jogos. Está rolando na internet. É uma vergonha. Os jogadores do Flamengo disseram aos nossos. O Filipe Luís disse que não era para vermelho. Amanhã vamos à CBF. Ficaremos mais atentos ainda. Tivemos um sinal muito grande contra o Vasco. O presidente chamou atenção do público e hoje fomos prejudicados de uma forma absurda’, disparou.

Sobrou até mesmo para os dirigentes do Fla, principalmente o presidente Rodolfo Landim, que não cumpriu um acordo entre os clubes antes do jogo em relação ao posicionamento das diretorias no estádio.

‘Nossos jogadores foram guerreiros, muito corajosos. O desespero de ver os dirigentes do Flamengo praticamente invadindo o campo, do treinador, da comissão. Tentando manipular o VAR. É uma vergonha. O Flamengo não precisa deste tipo de atitude. Colocaram mais de 50 pessoas atrás do banco, nos colocaram lá no fundo. O Landim (Rodolfo Landim, presidente do Flamengo) foi bem claro e mentiu para mim. É esse o ambiente’.