Revolta no futebol colombiano: time conquista acesso com virada suspeita nos acréscimos

·3 min de leitura
Torcedores colombianos ficaram indignados com a entrega na segunda divisão nacional. Foto: Richard Baker / In Pictures via Getty Images Images
Torcedores colombianos ficaram indignados com a entrega na segunda divisão nacional. Foto: Richard Baker / In Pictures via Getty Images Images

Você viu aqui no Yahoo! Esportes que o futebol chileno teve um jogo épico que marcou a salvação da Universidad de Chile do rebaixamento. Na Colômbia também tivemos um jogo que ficará marcado para os torcedores, mas por outro motivo: a vergonha.

Em jogo válido pela segunda divisão do país, o Unión Magdalena venceu o Llaneros por 2 a 1 fora de casa, de virada com direito adois gols marcados depois dos 49 minutos do segundo tempo.

Leia também:

O resultado garantiu o acesso do time vencedor para a primeira divisão colombiana. Tudo certo para um clube que volta à elite depois de dois anos. Só que da forma que a vitória foi construída, o que aconteceu foi a revolta e indignação nos torcedores.

Vamos explicar: os dois times eram do Grupo B da fase final da Segundona. Fortaleza CEIF e Bogotá FC eram os outros dois integrantes da chave, e apenas o primeiro colocado conquistava o acesso. Na última rodada, o Fortaleza liderava com 10 pontos, seguido do Unión Magdalena, com oito, Llaneros, com sete, e Bogotá, com seis.

As partidas finais foram no mesmo horário como costuma acontecer em rodadas finais de competições. O Fortaleza estava sendo superado por 2 a 1 pelo Bogotá desde o final do primeiro tempo.

Já o Llaneros abriu o placar contra o Unión aos 35 do segundo tempo. Ai veio a “reação” do time visitante, nos acréscimos. Aos 49, Ethan González empatou, e aos 50, Jonathan Segura fez o gol do acesso. Foi um gol bem suspeito.

A defesa do Llaneros não ofereceu qualquer resistência ao ataque do Unión Magdalena. Segura dominou a bola dentro da área, e os dois zagueiros do time mandante nem tentaram fazer o desarme.

O que deixou ainda mais indignação foi o fato de que o Llaneros tinha chance de conquistar o acesso e, durante toda a partida, atuou sem suspeitas. O goleiro Kevin Armesto, inclusive, foi um dos melhores da partida com grandes defesas.

Na transmissão do canal Win Sports, o comentarista percebeu a passividade da defesa do Llaneros e chamou o desfecho do jogo de “escandaloso”.

As entrevistas coletivas do time vencedor tiveram que ser interrompidas por causa de protestos de torcedores do Llaneros, indignados com o que havia acontecido. O treinador do time mandante, não deu muitas explicações e se limitou a lamentar as chances perdidas durante a partida.

Nelson Flórez, técnico do Fortaleza CEIF, que ficaria com a vaga na primeira divisão em caso de empate ou derrota do Unión Magdalena, disparou contra o time que assegurou o acesso.

“Não tenho vergonha de chorar porque me sinto roubado. Hoje não cumprimos a tarefa. Tínhamos que vencer, mas além disso, os desejos de um grupo de jogadores não podem ser cortados pela corrupção que este país possui”, declarou.

A Dimayor, organizadora da primeira e segunda divisões do futebol colombiano, se manifestou através do presidente da entidade, Fernando Jaramillo Giraldo, que reiterou seu compromisso com a “integridade da competição” e disse que, diante das imagens, vai passar o caso para o Comitê Disciplinar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos