De revelação a moeda de troca: Vitor Bueno reencontra Santos na Vila

Arthur Faria*
LANCE!


O clássico entre Santos e São Paulo neste sábado, às 17h, na Vila Belmiro, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, será especial para o meia-atacante Vitor Bueno. O jogador do Tricolor paulista reencontrará o Peixe pela primeira vez no local desde a sua saída por empréstimo, em 2018.

No Santos, Bueno foi contratado junto ao Botafogo-SP para o time B em 2015, se destacou e subiu ao profissional com o então técnico Dorival Jr. No ano seguinte, o atleta foi destaque da equipe vice-campeã do Brasileiro e se tornou a revelação da competição.

Em 2017, o jogador se destacava no primeiro semestre até sofrer uma lesão no ligamento do joelho direito no dia 3 de julho contra o Atlético-GO, perdendo o resto da temporada. O retorno aconteceu em fevereiro de 2018 diante do São Caetano, mas foi o pior ano com a camisa do Santos, visto que não marcou gols e foi usado como moeda de troca na vinda de Derlis González, do Dynamo de Kiev-UCR.

- Ele (Vitor Bueno) precisa evoluir mais - falou o presidente José Carlos Peres rapidamente ao LANCE!

TABELA
> Veja a classificação e o simulador do Brasileiro clicando aqui








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
Vitor Bueno
Vitor Bueno

Vitor Bueno no Santos, em 2018 (Foto: Ivan Storti/Santos)

Bueno em sua passagem pelo Santos:
2015: 4 jogos e um gol;
2016: 48 jogos e 13 gols;
2017: 29 jogos e sete gols;
2018: 19 jogos e nenhum gol.

Depois de nove meses sem ter oportunidades na Ucrânia, Bueno retornou ao Brasil para atuar no São Paulo. Recentemente, ao L!, afirmou que vivia seu melhor momento com a camisa tricolor.

- Com certeza é meu melhor momento aqui. Por conta da sequência, né? Quando o jogador tem sequência, mostra que está sendo feito um bom trabalho e a confiança de todos aumenta. O time vem crescendo e eu também. É manter esse nível. Aliás, elevar esse nível para conquistar coisas maiores - explicou o meia.

Bueno tentará ajudar o São Paulo a quebrar o tabu de dois anos e meio sem vitória na Vila, enquanto o Santos quer aumentar a sequência de quatro para cinco triunfos consecutivos no Brasileiro.

* Sob supervisão de Vinícius Perazzini












Leia também