Revés no Equador teve marca negativa alcançada pelo Bragantino em gols sofridos

Futebol Latino
·1 minuto de leitura


Embalado pelo bom início de temporada 2021, o Bragantino foi cheio de expectativa para enfrentar o Emelec pela segunda rodada da Copa Sul-Americana, mas acabou sofrendo uma dura derrota por 3 a 0 que quebrou uma sequência de cinco partidas sem perder.

>Como ficou a situação do Braga na Sula

Além disso, outro ponto negativo que acabou ocorrendo com a equipe de Bragança Paulista se deu no alto número de gols tomados em um mesmo jogo, algo raro desde que o técnico Mauricio Barbieri assumiu o comando.

Para se ter uma ideia, a última vez que o Massa Bruta havia tomado três tentos na mesma partida foi no distante 29 de outubro de 2020. Naquela oportunidade, o Braga abriu sua série nas oitavas de final da Copa do Brasil contra o Palmeiras e, no Nabi Abi Chedid, perdeu por 3 a 1 com Hurtado fazendo o gol de honra da equipe.

Ficando com um homem a menos depois da expulsão de Ryller aos 28 minutos do segundo tempo, o fato de atuar em desvantagem numérica não é uma situação comum ao Bragantino na gestão de Barbieri, sendo apenas a quinta vez em 47 jogos que isso ocorre.

Antes de jogar novamente pela Sul-Americana recebendo o Talleres às 21h30 (de Brasília) da próxima quarta-feira (5), a equipe joga pelo Paulistão frente ao Santos, no mesmo palco, no próximo sábado (1).