Reunião entre clubes e FERJ para definir como o Maracanã poderia ser usado é adiada

Goal.com
Dirigentes se movimentam por compra de terreno mas sonham com concessão do estádio mais emblemático do Brasil

Governador eleito no Rio quer Maracanã com os clubes e estádio é prioridade no Fla

Dirigentes se movimentam por compra de terreno mas sonham com concessão do estádio mais emblemático do Brasil

A reunião que estava marcada para esta terça-feira (17) entre dirigentes dos quatro grandes clubes do Rio de Janeiro e a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), para decidir os rumos do Maracanã, foi adiada. Um imbróglio jurídico para definir quem é o atual responsável pela operação do estádio impossibilitou o encontro.

Presidente da FERJ, Rubens Lopes pediu que o encontro fosse remarcado para a próxima segunda-feira (23), na mesma data em que vai acontecer uma arbitral na sede da entidade carioca para definir questões relacionadas ao estadual. O adiamento também serve para esperar a definição da Justiça sobre quem é o responsável pelo Maracanã: o governo ou o consórcio encabeçado pela Odebrecht.

O motivo alegado pela empreiteira para não reassumir a responsabilidade do Maracanã – que vem sendo saqueado e invadido – foram as condições nas quais o Comitê Rio 2016 entregou o local. No entanto, uma liminar obrigou a concessionária a reassumir a gestão. Só que nesta terça a Odebrecht entrou com um recurso para derrubar a decisão e o ‘deixa-me-deixa’ segue com o principal estádio do futebol brasileiro.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também