Reunião define: 1° jogo da final do Mineiro terá maioria cruzeirense

Em delação divulgada nesta terça-feira, Joesley Batista afirma que repassou R$ 30 milhões de propina a Fernando Pimentel, em troca de 3% das ações no estádio 

Uma reunião na tarde desta terça-feira, na sede da FMF, definiu que o primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro,no próximo domingo, às 16h, será no Mineirão. Isso não é surpresa pois o Cruzeiro, mandante do jogo, sempre joga no estádio.

Além disso, o encontro, que contou com as presenças de Klaus Câmara, diretor de futebol do Cruzeiro, e Lásaro Cunha, diretor jurídico do Atlético-MG, definiu que a maioria será de cruzeirense: 90% da carga total dos pouco mais de 57.000 irá para a parte celeste de Belo Horizonte.

O artigo 86 do Regulamento Geral das Competições, da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), diz que o time visitante tem direito, caso solicitado até três dias antes da partida, a 10% da carga de ingressos disponibilizada.

Assim, para a partida da volta, no outro domingo, a tendência é que o Atlético jogue com 90 % da carga. O Galo teve a melhor campanha na fase inicial e por isso faz o segundo jogo em casa. Um laudo da PM, porém, proíbe a realização de jogos do Atlético com o Cruzeiro no Independência, o que dá uma vantagem do Atlético ter a torcida única.

A diretoria da Raposa chegou a sugerir que as duas partidas fossem no Mineirão, ambas com torcidas meio a meio. O Atlético não aceitou e não quis explicar o porquê da recusa. Um nova reunião, ainda sem data marcada, definirá o palco e a consequente distribuição de ingressos para a segunda partida.







E MAIS: