Retrospectiva LANCE!: Conquistas, adeus, choro, novo lar, reencontro... O ano de Lionel Messi

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·4 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Lionel Messi
    Lionel Messi
    Futebolista argentino


Lionel Messi viveu dias para lá de turbulentos em 2021. Em sua última temporada de contrato com o Barcelona, o argentino teve que dar adeus ao lugar onde foi sua casa por muito tempo. Mas nem só de tristeza foi formado o ano do astro, que se lembrará também de conquistas importantes. Veja a seguir na Retrospectiva LANCE!.


TÍTULO COM A ARGENTINA
Sem dúvidas, o ponto mais alto do 2021 de Messi foi vivido no dia 10 de julho. No Maracanã, palco de uma das maiores tristezas de sua carreira, o vice da Copa do Mundo de 2014, para a Alemanha, o camisa 10 deu a volta por cima e conquistou a Copa América com a Argentina.

Apesar de atuação discreta na decisão, que terminou 1 a 0 sobre o Brasil, com gol de Di María, Messi foi o grande nome do torneio e conduziu a Albiceleste ao primeiro título em quase três décadas. Os hermanos encerraram um jejum de 28 anos sem troféu para finalmente soltarem o grito de "dale campeón".

+ Veja a tabela e os jogos da Champions League

Argentina x Brasil - Messi
Argentina x Brasil - Messi

Sob o comando de Messi, Argentina voltou a conquistar um título (Foto: CARL DE SOUZA / AFP)

FRACASSO NA CHAMPIONS E NO ESPANHOL, MAS TÍTULO DA COPA DO REI
Vindo de um 2020 com o maior vexame da história do clube, onde foi derrotado por 8 a 2 para o Bayern de Munique, o Barcelona tentou mais um título de Champions League, mas novamente passou vergonha. Nas oitavas de final, o clube catalão perdeu para o PSG por 4 a 1 na ida, e empatou em 1 a 1 na volta. No segundo jogo, Messi perdeu um pênalti.

No Campeonato Espanhol, o Barcelona lutou pelo título até a penúltima rodada, quando recebeu o Celta de Vigo no Camp Nou, mas mais uma vez a equipe blaugrana fraquejou. Ao levar um gol aos 44 minutos do segundo tempo, os catalães perderam por 2 a 1 e deram adeus às chances de título.

PSG x Barcelona - Keylor Navas e Messi
PSG x Barcelona - Keylor Navas e Messi

Keylor Navas pegou pênalti de Messi em seu último jogo de Champions pelo Barcelona (Foto: FRANCK FIFE / AFP)

Antes de se despedir do Campeonato Espanhol, o Barcelona faturou mais uma Copa do Rei, competição em que é o maior campeão, agora com 31 títulos, com um show de Messi na decisão. Com dois gols do argentino, os catalães venceram o Athletic Bilbao por 4 a 0.

Athletic Bilbao x Barcelona - Final da Copa do Rei - Messi
Athletic Bilbao x Barcelona - Final da Copa do Rei - Messi

Título da Copa do Rei foi o 35º de Messi no Barcelona (Foto: HANDOUT / RFEF / AFP)

ADEUS AO BARCELONA
Logo depois de viver o ápice com a Argentina, veio a frustração com o Barcelona. Muito endividado e sufocado por uma enorme crise financeira, o clube da Catalunha não conseguiu renovar o contrato de Messi e colocou um ponto final na passagem do jogador pelo Camp Nou.

O camisa 10 deixou a equipe como o maior da história, com 778 jogos disputados, 672 gols marcados e 301 assistências distribuídas aos seus companheiros. No total, foram 35 títulos em 17 anos: dez Campeonatos Espanhóis, quatro Champions League, sete Copas do Rei, oito Supercopas da Espanha, três Mundiais de Clubes e três Supercopas da Uefa.

Em sua despedida, Messi chorou, disse que não queria partir, mas afirmou que voltaria ao Barcelona, mesmo que outra função.

Messi
Messi

Messi não conteve as lágrimas ao se despedir do Barcelona (Foto: PAU BARRENA / AFP)

+ Retrospectiva LANCE!: veja o ano da Seleção Brasileira Masculina em 12 fotos

VIDA NOVA EM PARIS E REECONTRO COM NEYMAR

Após deixar o Barcelona, Messi rumou para a França e acertou com o Paris Saint-Germain. Livre no mercado, o argentino assinou por duas temporadas com a equipe da Cidade Luz. Seu primeiro jogo foi contra o Reims e seu primeiro gol foi contra o Manchester City.

No clube parisiense, Lionel Messi reencontrou um grande amigo do futebol: o brasileiro Neymar. Os dois fizeram sucesso entre 2013 e 2017 com a camisa do Barcelona, onde conquistaram uma Champions juntos, mas agora tentam dar ao PSG seu primeiro título continental.

Messi e Neymar
Messi e Neymar

Messi e Neymar são os principais nomes do PSG (Foto: ALAIN JOCARD / AFP)

MAIS UMA BOLA DE OURO
Messi finalizou o ano com mais uma conquista a nível individual. Em novembro, o astro foi eleito pela "France Football" como o melhor jogador do mundo e ganhou a sétima Bola de Ouro de sua carreira. Para ficar com o prêmio, o argentino desbancou Robert Lewandowski, do Bayern de Munique.

Somando jogos por Argentina, Barcelona e Paris Saint-Germain, Messi finalizou o ano com 61 jogos, 43 gols e 19 assistências.

Messi Ballon D
Messi Ballon D

Messi é o maior vencedor da Bola de Ouro (Foto: FRANCK FIFE / AFP)

* Estagiário, sob supervisão de Victor Mendes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos