Retrospectiva L!: Palmeiras fez história em 2022 com a sensação de que poderia ser ainda melhor


O ano de 2022 foi um dos melhores da história do Palmeiras. Sem fazer comparações entre épocas, o sentimento do torcedor alviverde foi de estar vendo seu clube registrar feitos históricos. Os três títulos conquistados, o "quase" no Mundial de Clubes e o surgimento de uma joia da base puxaram a lista de fatos que marcaram esses 12 meses do Verdão. Mas a sensação que fica é a de que as taças poderiam ter vindo em maior número e estiveram muito próximas das mãos dos jogadores.

> Veja classificação e simulador do Paulistão-2023 clicando aqui

Isso sem contar tudo o que foi feito na base e no futebol feminino. Foram 15 títulos na temporada pegando apenas aqueles organizados pela FPF, pela CBF e pela Conmebol. Destaque para as inéditas conquistas da Libertadores Feminina e da tão sonhada Copinha na base. O torcedor palmeirense "cansou" de assistir ao seu clube levantando taças em profusão em 2022, mas sofreu com polêmicas de arbitragem que teriam tirado a chance de levar pelo menos mais dois torneios.

Confira, nos tópicos abaixo, uma retrospectiva do ano do Palmeiras:

Conquista inédita da Copinha

Embalado pelo título da Libertadores de 2021 e por atuações convincentes do sub-20 nas últimas rodadas do Brasileirão, o Palmeiras entrou na Copinha como um dos favoritos por conta de sua estrelada base. Nomes como Garcia, Vanderlan, Fabinho, Giovani, Jhon Jhon, entre outros, já haviam figurado no profissional e estavam ali para buscar a taça inédita. No entanto, quem brilhou foi uma joia de 15 anos: Endrick, que abalou o mundo com seus gols e atuações. A soma do talento único do garoto com a força desse elenco sub-20 levou ao título com goleada no Santos (4 a 0).

Palmeiras - Copinha
Palmeiras - Copinha

Palmeiras campeão da Copinha (Foto: Rodrigo Corsi/Copinha)

Vice no Mundial de Clube ficou com gosto de "quase"

Depois de conquistar a Libertadores-2021, o foco do Palmeiras se voltou totalmente no Mundial de Clubes, que seria disputado em fevereiro de 2022. As férias, o planejamento e o retorno aos trabalhos foram antecipados para que o elenco chegasse pronto para a disputa em Abu Dhabi-EAU.

> Veja as principais transferências no Mercado da Bola do LANCE!

Depois de uma vitória imponente por 2 a 0, sobre o Al Ahly-EGI, na semifinal, era a vez de enfrentar o Chelsea na decisão. Com um gol de Lukaku e de Raphael Veiga no tempo normal, o jogo foi para a prorrogação. A três minutos do fim, a bola bateu na mão de Luan dentro da área e a arbitragem, com a ajuda do VAR, marcou pênalti. Havertz bateu, impediu as penalidades e acabou com o sonho. Mesmo sem o título, a festa da torcida do Verdão e a sensação do "quase" foram valorizadas.

Palmeiras - Vice Mundial
Palmeiras - Vice Mundial

Palmeiras foi vice-mundial (Foto: Fabio Menotti/Palmeiras)

Volta para o Brasil e título conquistado

Sem se mostrar abalado pela tristeza do vice-mundial, o Palmeiras retornou ao Brasil e pouco tempo depois disputou o título da Recopa Sul-Americana com o Athletico-PR. Um empate em 2 a 2 na Arena da Baixada, e uma vitória por 2 a 0 no Allianz Parque levaram o Verdão a conquistar uma taça inédita para a sua galeria. Abel Ferreira gritava "é campeão" pela quarta vez no clube.

E viria mais título para a coleção palmeirense com direito a virada histórica

Depois de uma campanha irretocável e invicta na fase de grupos do Paulistão, o Palmeiras chegava no mata-mata do estadual como favoritíssimo ao título. O time de Abel Ferreira passou por Ituano e Red Bull Bragantino sem grandes problemas. Na final, porém, acabou sofrendo sua primeira derrota no torneio: um 3 a 1 para o São Paulo, no Morumbi. A "vingança" viria forte. No Allianz Parque, com um clima altamente hostil para o rival, o Verdão venceu por 4 a 0 e garantiu a virada pela taça.

Palmeiras Campeão Paulista-2022
Palmeiras Campeão Paulista-2022

Palmeiras foi campeão paulista em 2022 (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Eliminação polêmica na Copa do Brasil

O Palmeiras estrou no torneio diante da Juazeirense, pela Terceira Fase. Mesmo sem ter tido vida fácil, passou para a etapa seguinte com um 4 a 2 no agregado. O sorteio acabou colocando o Verdão diante do São Paulo em mais um mata-mata. Novamente o time de Abel Ferreira se deu mal no Morumbi e perdeu por 1 a 0, mas a volta no Allianz trazia boas lembranças. Não foi bem assim.

> Retrospectiva Palmeiras: 12 fotos marcantes que resumem o ano do Alviverde

Depois de abrir 2 a 0 logo cedo na partida e encaminhar a classificação diante de um Tricolor completamente perdido em campo, o Alviverde teve a chance de fazer 3 a 0 com Raphael Veiga, que desperdiçou um pênalti. Pouco depois, em um lance com erro crasso do VAR, Calleri sofreu penalidade, cobrou e converteu para deixar 2 a 1 no placar e levar a decisão para os pênaltis. Com Veiga (de novo) e Wesley perdendo suas cobranças, o Palmeiras foi eliminado pelo rival em casa. Naquele dia, o Allianz Parque registrou seu recorde de público com 41.361 torcedores no estádio.

Palmeiras x São Paulo - Copa do Brasil - Diego Costa, Leandro Vuaden e Gustavo Gómez
Palmeiras x São Paulo - Copa do Brasil - Diego Costa, Leandro Vuaden e Gustavo Gómez

Palmeiras x São Paulo teve arbitragem polêmica (Foto: Divulgação/Palmeiras)

Campanha histórica na Libertadores e queda na semifinal

Atual campeão do torneio continental, o Verdão entrou na edição 2022 bastante favorito ao terceiro título seguido. E a fase de grupos apenas reforçou esse status. Foram quatro goleadas em seis jogos, sendo uma por 8 a 1. Resultado: melhor campanha da história da Libertadores e melhor ataque de todos os tempos nessa etapa da competição. Sem contar a manutenção da sequência invicta fora de casa que durou mais de três anos e entrou para os anais da Conmebol.

Nas oitavas de final, mais goleadas. O Palmeiras superou o Cerro Porteño por 8 a 0 no placar agregado, com direito a gol de bicicleta de Rony. Nas quartas, porém, a facilidade acabou. Diante do Atlético-MG, precisou buscar um empate heroico em 2 a 2 no Mineirão e depois precisou segurar um épico 0 a 0 no Allianz Parque com dois jogadores a menos. Nos pênaltis, melhor para o Alviverde. O sonho do tri acabou nas semifinais, diante do Athletico-PR. Uma derrota fora e um empate em casa eliminaram o time de Abel, que reclamou bastante da arbitragem da volta.

Palmeiras x Athletico
Palmeiras x Athletico

Palmeiras caiu para o Athletico na Libertadores (Foto: Alex Silva / Lancepress!)

Palmeiras não dá chances no Brasileirão e leva o hendeca

Como prometido pela comissão técnica de Abel Ferreira, o Campeonato Brasileiro recebeu uma atenção maior em 2022 e o resultado dessa dedicação trouxe resultado. Depois de um começo preocupante, o time se acertou e não demorou muito para assumir a liderança da tabela. Primeiro na oitava rodada, depois na décima, quando não mais largou a primeira posição. Foram 30 rodadas no topo (29 seguidas) e sem dar chances para qualquer concorrente chegar perto na tabela.

> Palmeiras campeão de novo! Relembre todos os títulos do Verdão em 2022

A campanha com 81 pontos ficou para a história por ter sido aquela com o menor número de derrotas na era dos pontos corridos: apenas três, sendo que a terceira foi somente na 38ª rodada, sendo que o título já estava garantido desde a 35ª. Além disso, a equipe alviverde terminou a competição com 19 pontos à frente do Flamengo, maior rival do clube pelos títulos na atualidade.

Palmeiras Campeão Brasileiro 2022
Palmeiras Campeão Brasileiro 2022

Palmeiras foi campeão brasileiro em 2022 (Foto: Fabio Menotti/Palmeiras)

Endrick estreia no profissional, brilha e vira maior venda da história do Palmeiras

Depois de meses aguardando, o torcedor palmeirense finalmente viu a estreia de Endrick no dia 6 de outubro, diante do Coritiba, no Allianz Parque. A demora se deu pela efetivação do contrato profissional, a recuperação de uma lesão e o cuidado da comissão técnica com o atleta. Cerca de 20 dias depois, diante do Athletico-PR, ele mostrou a que veio e foi decisivo na vitória sobre o Athletico-PR marcando seus primeiros dois gols no time de cima em uma atuação brilhante.

> Valor de Endrick entra no pódio: veja as 21 maiores vendas já feitas por clubes brasileiros

O jogo foi essencial para o título e a titularidade do garoto foi inevitável, até que o terceiro gol veio diante do Fortaleza. Ao todo, Endrick atuou em sete jogos e marcou três vezes, sem contar o desempenho impressionante para um menino de 16 anos. Isso tudo deixou o Real Madrid sem outra alternativa a não ser levar a joia para a Espanha. Os merengues aceitaram pagar 72 milhões de euros (R$ 400 milhões) pelo atacante, que vai viajar somente quando fizer 18 anos, em julho de 2024. Foi a maior venda da história do Verdão, que ainda vai desfrutar mais 18 meses do jovem.

Endrick
Endrick

Endrick foi essencial na reta final do Brasileiro (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Base "varre" o futebol nacional e feminino faz história

Somando base, profissional, masculino e feminino, o Palmeiras conquistou incríveis 15 títulos em torneios organizados pela FPF, pela CBF e pela Conmebol. Na base, além da Copinha, o clube levou Brasileirão sub-17 e sub-20, Copa do Brasil sub-17 e sub-20, Paulista sub-13, sub-15 e sub-17, Libertadores sub-14 e Magic Cup sub-14 (Conmebol). Já no feminino as taças foram da Libertadores (inédita) e do Paulistão. O profissional ficou com Recopa, Paulistão e Brasileirão.

Palmeiras Campeão Libertadores Feminina
Palmeiras Campeão Libertadores Feminina

Feminino do Palmeiras levou a Libertadores (Foto: Galo Paguay / AFP)