Retrospectiva 2019: Chuva, caos e pódios improváveis: o ranking dos GPs da F1

GABRIEL CARVALHO

2019 foi um dos anos mais curiosos da Fórmula 1 recente. O campeonato não foi necessariamente disputado e algumas corridas realmente deixaram muito a desejar, mas a temporada reservou algumas provas excelentes, que, com certeza, vão estar entre as melhores da década e até de todos os tempos. Tem quem ache que este ano foi o melhor desde a mudança de regulamento de 2014.

Como parte da nossa tradicional Retrospectiva, membros da equipe do GRANDE PRÊMIO se reuniram e deram notas para todas as etapas da Fórmula 1 em 2019. Veja aqui o ranking montado baseado em notas de 1 a 10:

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

21 - GP da França - 1.3

Lewis Hamilton (Foto: Mercedes)


A visita da F1 à Paul Ricard foi esquecível. Hamilton não teve muito trabalho para liderar a corrida de ponta a ponta e vencer pela quarta vez consecutiva na temporada. Bottas foi o segundo e Leclerc em terceiro, sem qualquer tipo de ameaça ao piloto à frente. O que mais chamou atenção mesmo foi a dupla punição que Daniel Ricciardo recebeu por extrapolar os limites da pista, e foi de 7º para 11º. Que dia terrível.


20 - GP de Abu Dhabi - 3.1

Lewis Hamilton (Foto: Mercedes)


Hamilton fez um grand chelem em Abu Dhabi. Largou na pole, liderou todas as voltas e ainda anotou o giro mais rápido da corrida que encerrou a temporada. Verstappen superou Leclerc com uma bela ultrapassagem para sair com o segundo lugar. Destaque para Valtteri Bottas, que partiu de 20º e terminou em um honroso 4º lugar.


19 - GP da Espanha - 3.5

Lewis Hamilton (Foto: AFP)


Bottas fez a pole, mas Hamilton deu o bote na largada e partiu para liderar as 66 voltas de corrida, com o companheiro de equipe em segundo, sem ameaçar. Foi a quinta dobradinha da Mercedes em cinco corridas. Um recorde, mas em dia sonolento. Verstappen foi ao pódio, e o grande momento do dia provavelmente foi o acidente entre Lance Stroll e Lando Norris.


18 - GP da China - 4.1

Lewis Hamilton (Foto: Mercedes)


A corrida 1000 da F1 tinha tudo para ser histórica. Bem, foi apenas por conta do número de quatro dígitos. Hamilton superou Bottas na largada e liderou todas as voltas, mais uma vitória dominante do hexacampeão. O finlandês foi segundo, enquanto Vettel registrou seu primeiro pódio da temporada, já que a Ferrari se complicou toda com ordens de equipe e estratégia bizarra para Leclerc.


17 - GP de Mônaco - 4.1

GP de Mônaco de F1 (Foto: Beto Issa)


As ruas do principado não trouxeram lá um nível alto. Hamilton foi o pole e venceu de ponta a ponta, mas precisou segurar os pneus desgastados no fim da corrida, sofrendo fortes ataques de Verstappen, com direito a toque na penúltima volta. O holandês terminou fora do pódio por conta de uma punição nos boxes, o que deu o segundo lugar para Vettel e o terceiro para Bottas. Leclerc abandonou a corrida natal novamente. Largou no fim do grid por bobagem da Ferrari na classificação, e foi muito ousado ao tentar passar Hülkenberg na Rascasse.


16 - GP da Austrália - 5.0

Largada do GP da Austrália de 2019 (Foto: F1)


A abertura da temporada contou com uma grata surpresa. Apesar da pole de Hamilton, Bottas largou melhor e partiu para o domínio da corrida, quebrando um jejum que perdurava desde 2017 sem vitórias. Verstappen, de motor Honda, surpreendeu ao ultrapassar Vettel e conquistar a última posição no pódio. Ah, a Ferrari também deu ordem para Leclerc não passar o tetracampeão logo em sua primeira corrida no time.


15 - GP da Rússia - 5.1

Lewis Hamilton e Valtteri Bottas (Foto: Mercedes)


Leclerc tinha tudo para brilhar em Sóchi após anotar a pole, mas foi surpreendido pelo parceiro Vettel, que saiu de terceiro, na largada. Charles reclamou várias vezes no rádio sobre o alemão, que não cedeu a posição de volta, o que aconteceu apenas nos boxes. Porém, Sebastian teve um problema de motor e precisou abandonar. Com safety-car, melhor para Hamilton, que venceu trazendo Bottas em segundo. Dia desastroso para a Ferrari


14 - GP do Azerbaijão - 5.4

A largada do GP do Azerbaijão (Foto: Mercedes)



As expectativas eram altas para a corrida de rua em Baku, especialmente por conta das loucuras nos anos anteriores. Porém, Bottas venceu com facilidade, batendo Hamilton após uma largada bonita. As flechas de prata não foram ameaçadas, e viram Vettel completar o pódio. Leclerc até prometia algo depois de bom desempenho nos treinos livres, mas a batida na classificação rendeu apenas o quinto lugar na corrida.


13 - GP do México - 6.0

Lewis Hamilton (Foto: Beto Issa)


Verstappen largaria na pole, mas desrespeitou bandeira amarela na classificação e viu Leclerc tomar a primeira posição no grid, com Vettel em segundo. Porém, os ferraristas viram um drible de mestre de Hamilton, que fez uma parada a menos, alongou o stint e venceu. Vettel foi segundo e Bottas terminou em terceiro. Leclerc foi quarto, e Verstappen terminou em sexto, após um incidente com o finlandês da Mercedes nas voltas iniciais.


12 - GP dos Estados Unidos - 6.2

Lewis Hamilton e Valtteri Bottas (Foto: Mercedes)


A corrida do hexacampeonato de Hamilton foi palco de outra grande estratégia do inglês. Ele largou em quinto, superou as Ferraris na largada, passou Verstappen e Bottas nos boxes, mas não segurou a pressão do companheiro de equipe nas voltas finais e perdeu a vitória, porém, com o sexto título em casa.


11 - GP do Japão - 6.3

Valtteri Bottas (Foto: Mercedes)


O pré-corrida foi marcado por tensão por conta do tufão Hagibis, que forçou o adiamento da classificação. Vettel fez a pole, mas largou muito mal e viu Bottas dar o pulo do gato. O finlandês venceu com autoridade, em prova marcada por uma surpreendente estratégia de Hamilton, que fez duas paradas e foi o terceiro, atrás de Vettel.


10 - GP de Singapura - 6.3

Sebastian Vettel (Foto: Ferrari)


A redenção de Vettel veio em Marina Bay. Após um dia desastroso na Itália, ele viu o companheiro Leclerc largar na pole e virar o favorito para a terceira vitória seguida, porém, o tetracampeão parou antes de todo mundo e fez o chamado ‘undercut’, liderando o segundo stint da corrida inteiro, para a revolta do jovem monegasco. Vettel quebrou um jejum de 13 meses sem vitórias em prantos no pódio, enquanto Leclerc foi segundo com cara de poucos amigos.


9 - GP do Canadá - 6.5

Sebastian Vettel (Foto: AFP)


A prova mais polêmica de 2019 por larga margem. Vettel surpreendeu no sábado e anotou a pole. O tetracampeão liderou praticamente a prova inteira, mas a volta 48 foi decisiva. Sebastian errou na entrada da curva 3, saiu da pista e voltou fechando Hamilton. A direção de prova entendeu que o tetracampeão não retornou de forma segura, e deu uma punição de cinco segundos que foi suficiente para Lewis vencer. 

 

Vettel se recusou a trazer o carro para o parque fechado, e trocou as placas que indicavam vencedor e segundo colocado.


8 - GP da Bélgica - 7.5

Charles Leclerc (Foto: Beto Issa)




A Fórmula 1 estava de luto pela trágica morte de Anthoine Hubert. Com clima grande de tristeza, não tinha outro vencedor possível sem ser Charles Leclerc, amigo do piloto da F2. O monegasco anotou a pole e precisou se virar contra os ataques de Lewis Hamilton nas voltas finais. A corrida também ficou marcada por Max Verstappen, que bateu na primeira volta e perdeu uma sequência de mais de 20 corridas no top-5.


7 - GP do Bahrein - 7.5

Lewis Hamilton e Charles Leclerc (Foto: Mercedes)



Leclerc mostrou a que veio logo na segunda corrida da temporada. Fez a pole, largou mal, mas mostrou maturidade para ultrapassar em Vettel e assumir a liderança pouco tempo depois. A vitória, porém, foi tomada de suas mãos de forma cruel. Um problema de motor nas voltas finais permitiu a chegada de Hamilton e Bottas, que o passaram e deram a dobradinha para a Mercedes.


6 - GP da Hungria - 8.0

O GP da Hungria de F1 (Foto: Beto Issa)


Hungaroring ganhou a fama de proporcionar corridas sonolentas, mas não foi o caso em 2019. Max Verstappen anotou a sua primeira pole na carreira, e travou um duelo espetacular desde o início com Lewis Hamilton, praticamente exemplificando o quão sensacionais eles foram nesta temporada. Hamilton contou com uma estratégia ousada da Mercedes, de fazer um pit-stop adicional e caçar o holandês nas voltas finais. Deu certo, e foi a grande vitória do hexacampeão no ano.


5 - GP da Inglaterra - 8.2

Lewis Hamilton (Foto: Mercedes)


A expectativa era muito alta por conta da etapa da Áustria, e Silverstone não decepcionou. A corrida contou com vários duelos animados em diversas partes do grid, como Lewis Hamilton contra Valtteri Bottas e Charles Leclerc contra Max Verstappen. No fim, Hamilton se beneficiou de um safety-car duvidoso para sair à frente do companheiro. Leclerc fechou o pódio, já que Verstappen foi acertado por Vettel.


4 - GP da Itália - 8.3

GP da Itália de F1 (Foto: Beto Issa)


Após a bela festa de aniversário de 90 anos da escuderia, Leclerc trouxe a vitória em Monza para a Ferrari. Ele fez a pole e mostrou ousadia na hora de se defender de Hamilton e Bottas, vencendo pela segunda vez na carreira. Um momento emocionante para o time italiano, que viu outro dia desastroso de Vettel, que rodou sozinho e foi punido ao acertar Lance Stroll na tentativa de voltar para a pista.


3 - GP da Áustria - 8.7

Max Verstappen (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)


A primeira vitória de um time diferente da Mercedes veio de forma espetacular. Verstappen largou em segundo, mas a saída foi péssima e caiu para sétimo. O holandês da Red Bull fez uma recuperação sensacional, especialmente nas 20 voltas finais, com uma linda ultrapassagem sobre Charles Leclerc na antepenúltima volta.


2 - GP do Brasil - 9.6

Max Verstappen e Pierre Gasly (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)


Interlagos costuma receber algumas etapas memoráveis, como o caso de 2019. Verstappen e Hamilton voltaram a travar o duelo pela vitória, mas foi o abandono de Bottas que deixou a corrida completamente maluca. Vettel e Leclerc colidiram, Hamilton fez um pit-stop a mais, e quando tentou passar Alexander Albon, acabou tocando no anglo-tailandês, impedindo seu primeiro pódio.

 

Verstappen venceu, com Pierre Gasly segurando Hamilton nos metros finais. O hexacampeão foi punido, e Carlos Sainz herdou o pódio.


1 - GP da Alemanha - 9.6

Daniil Kvyat e Max Verstappen (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)


Hockenheim vai deixar saudades. Que insanidade foi o dia 28 de julho. Verstappen novamente largou mal, mas os acertos na hora de trocar pneus e o dia terrível de Lewis Hamilton (liderou a corrida, bateu sozinho, foi punido, rodou) ajudou o holandês a vencer pela segunda vez no ano. Vettel largou da última posição e chegou em um incrível segundo lugar, enquanto Daniil Kvyat derrotou Lance Stroll para ficar com a última posição de pódio.

 

Ah, impossível não mencionar a curva 16, que vitimou Nico Hülkenberg e Charles Leclerc, que tinham boas chances de ficar no top-3.

 


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo


O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.


Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.













Leia também