Retorno de Jean reforça marcação do Botafogo na reta final do Brasileirão

Jean voltou o time contra o Flamengo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Jean voltou o time contra o Flamengo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)


O clássico entre Botafogo e Flamengo, na última quinta-feira, no Nilton Santos, foi marcado por episódios de violência e polêmicas dentro e fora de campo. Em meio às confusões, um acontecimento esportivo foi pouco comentado. O volante Jean voltou a entrar em campo pelo Glorioso depois de quase dois meses afastado. Na reta final do Brasileirão, a volta do jogador de 25 anos pode significar um importante reforço na marcação alvinegra, na luta para escapar do rebaixamento.

Antes de substituir Alex santana, aos 26 minutos do segundo tempo, o meio-campista não atuava desde o dia 11 de agosto, na vitória de 2 a 1 sobre o Athletico-PR, no Nilton Santos, ainda sob o comando de Eduardo Barroca. Em meados de setembro, Jean fez procedimento cirúrgico de adenoide, tecido localizado entre a parte de trás do nariz e acima da garganta que pode dificultar o trânsito de ar. A recuperação foi complicada pelas restrições alimentares e o atleta perdeu muito peso. Foi preciso um trabalho de fortalecimento físico e de ganho de massa, antes do retorno.

Emprestado pelo Corinthians até o fim de 2019, o jogador de 25 anos está há duas temporadas no Botafogo. Este ano atuou pouco com a camisa Alvinegra. às voltas com problemas médicos, fez apenas 16 jogos, quatro pelo Brasileirão, e não marcou gols.


A garra dentro de campo do volante coincide com a postura demonstrada pelo time contra o Rubro-Negro. Aguerrida, a equipe pressionou o adversário no primeiro tempo e teve chances de abrir o placar. Para ele, o Botafogo fez uma partida de igual para igual com os rivais até ficar com um jogador a menos, quando Luiz Fernando foi expulso.

– A gente teve algumas oportunidades ainda quando estava com onze. Fizemos um ótimo primeiro tempo. Agora a gente tem sete finais pela frente - afirmou Jean após a partida.









Confira aqui a tabela do Campeonato Brasileiro

Momento oportuno

Conhecido como “Cão de guarda”, Jean pode ter um importante papel na reta final do Campeonato Brasileiro, em que o Botafogo luta para escapar do rebaixamento, após uma queda de rendimento no segundo turno da competição. Além da boa estatura (1,83m) e experiência, o jogador tem uma forte pegada defensiva e é responsável por um grande número de desarmes.

A entrada dele em campo pode ser uma alternativa para Alberto Valentim em momentos em que a equipe precise de um reforço na marcação. Atuando como volante, pode ajudar a proteger os zagueiros e dar cobertura aos laterais, além de liberar os meias criativos para se juntarem aos atacantes.

O momento não poderia ser mais oportuno. Levantamento feito pelo LANCE!, mostrou que o Glorioso é o time que mais permite finalizações por partida no Campeonato Brasileiro, 15.8 ao todo. A facilidade para os adversários se aproximarem da área para finalizar passa pela passividade do time na marcação. O Alvinegro é quinta pior equipe do Brasileirão em número de desarmes, com uma média de 15.7 por partida - 13.2 corretos e 2.5 errados.

Desde a chegada de Valentim, o time tem se movimentado melhor na criação ofensiva, com a valorização da posse de bola, mas ainda é vulnerável aos ataques adversários. Fortalecer o sistema defensivo é essencial para o Alvinegro garantir a permanência na Série A em 2020. Um eventual rebaixamento poderia abalar o projeto de transição para o modelo clube-empresa previsto para o futebol profissional, em razão da diminuição das receitas.

O próximo desafio da equipe será diante do Avaí, na próxima segunda-feira, às 20h (de Brasília), pela 32ª rodada do Brasileirão .Apenas uma vitória interessa ao Botafogo, que joga pressionado para sair do Z-4. Com 33 pontos, o time é 17º colocado na tabela de classificação.










Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também