Retorno de Gabriel Jesus é visto como positivo para Pep: "Cinco, seis minutos, duas chances"

O treinador catalão teve um gesto com o atacante que não passou despercebido pelo jogador do Manchester City

Gabriel Jesus precisou de menos de 10 minutos para voltar a encher os olhos de Pep Guardiola. Recuperado de uma cirurgia no pé direito, o brasileiro retornou aos gramados no empate em 0 a 0 com o Manchester United após 60 dias afastado, e mais uma vez encantou não só o técnico, como também a Inglaterra.

Parecia um déjá-vu. Assim como na estreia, contra o Tottenham, em janeiro, o camisa 33 marcou no fim e garantia a vitória para o City em um clássico. No entanto, a euforia deu lugar a frustração quando o bandeira marcou impedimento. 

Desta vez, sua "reestreia" foi contra os Reds Devills. O atacante entrou aos 40 minutos e, novamente com gol anulado, não conseguiu tirar o 0 do placar - mais uma vez impedido -, mas encantou o treinador, que está esperançoso com o seu futebol.

"Ele (Gabriel Jesus) entrou no fim, jogou apenas sete, oito minutos, porque ele estava se recuperando de lesão. Tomara que ele esteja no próximo domingo, e na próxima semana. Gabriel precisa de minutos. Minutos. É o que vimos. Cinco, seis minutos, duas chances", afirmou em entrevista à “BBC”. 

Os números de Jesus no clássico

"Gabriel é especial. Vou sempre pensar no resto da minha vida o que teria acontecido se Gabriel estivesse em boas condições na temporada no nosso time, porque não compramos outro jogador, porque ele chegou em janeiro. Jogamos dois, três meses com apenas um atacante (Agüero). Ele chegou e depois de três semanas se machucou. Gabriel é um talento especial, um jovem especial, mas tomara que ele possa nos ajudar nos últimos cinco jogos e, principalmente, possa nos ajudar no futuro no clube", completou.

Com o resultado, o City vai a 65 pontos e segue em quarto, um ponto e uma posição acima do Manchester United. Dessa forma, o Liverpool, com 66 pontos, mantém o terceiro lugar.

VEJA TAMBÉM: