Retorno?! Boatos e indícios de que Chuck Liddell pode voltar aos cages; entenda

Ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) do UFC e um dos maiores nomes do MMA, Chuck Liddell não sobe no octógono desde 2010 quando declarou sua aposentadoria após sofrer cinco derrotas em seis lutas. Agora, quase sete anos depois, existem sinais de que o americano de 47 anos de idade poderia retornar aos cages. Seria isso possível?

Os boatos começaram no último dia 18 de abril depois que um vídeo em que o ‘Iceman’ aparece treinando cotoveladas foi publicado no ‘Instagram’. Nas imagens, Liddell aparece soltando verdadeiras bombas e mostrando estar em grande forma.

A segunda mostra de que o ex-campeão poderia retornar ao octógono aconteceu na última quarta-feira (26) depois que o próprio atleta publicou uma foto na mesma rede social mostrando estar forte e musculoso. Na legenda, o Iceman aguçou a curiosidade dos seus fãs: “Em profundo pensamento”.

Finalmente, o assunto chegou ao treinador de Liddell, John Hackleman, que, apesar de fazer questão de deixar claro que não está incentivando o atleta a um possível retorno, apontou que o seu pupilo teria a chance de ganhar um caminhão de dinheiro.

“Assim como da primeira vez que eles queriam que ele parasse e ele queria continuar lutando, todos estavam achando que eu estava incentivando ele a lutar, o que não é verdade. Mas como eu sempre disse, é o que estiver no coração dele. Três milhões de dólares? Quem dirá para alguém, ‘Não, não deixarei você ganhar 3 milhões de dólares, o que é algo que a maioria das pessoas não ganha em três vidas'”, declarou durante uma entrevista no programa de podcast ‘Anik and Florian’.

Apesar da possibilidade de fazer uma fortuna com o retorno aos cages, Hackleman parece não acreditar que o risco que Liddell terá com sua saúde e legado compensem a bolada financeira. Até porque, na opinião do treinador, o Iceman pode fazer esse dinheiro sem precisar subir no octógono.

“Mas mesmo para três milhões, eu não acho que é o suficiente para colocar sua vida e seu legado em risco. O seu legado, não somente para sua autoconfiança mas para seu ganhos financeiros, pode valer muito mais que esse valor e arruiná-lo a tal ponto pode não valer a pena. Então tudo dependeria do adversário”, finalizou.

Liddell conquistou o cinturão dos meio-pesados do UFC em abril de 2005 depois de nocautear Randy Couture. O Iceman, então, fez quatro defesas de cinturão seguidas antes de ser superado por Quinton Jackson e perder o título. Durante os pouco mais de 12 anos em que competiu MMA profissionalmente, o americano colecionou um cartel com 21 vitórias e oito derrotas.