Ministério Público decidirá sobre a paralisação do Campeonato Paulista

LANCE!
·1 minuto de leitura


Em reunião com representantes da Federação Paulista de Futebol (FPF), na manhã desta segunda-feira (15), o governo do estado de São Paulo comunicou a entidade que a liberação de jogos do Campeonato Paulista durante a fase de emergência no combate ao Coronavírus (até dia 30 de março) precisa da aprovação do Ministério Público paulista.

Com a definição nas mãos do MP-SP, o jogo desta quarta-feira (17), entre São Bento e Palmeiras, adiado da terceira rodada, acontecerá no estádio Independência, em Belo Horizonte. As rodadas cinco, seis e sete, porém, dependem ainda do desfecho do impasse.

Há incerteza sobre o que o MP-SP pode decidir sobre a retomada da prática de esportes competitivos no estado, pois foi o próprio que recomendou que as atividades respeitem a etapa mais restritiva da fase vermelha do plano São Paulo.

Em nota, a FPF esclareceu sobre o que foi discutido na manhã desta segunda-feira (15) e as próximas etapas do processo.

"A Federação Paulista de Futebol reuniu-se na manhã desta segunda-feira (15) com Patrícia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico, Aildo Rodrigues Ferreira, secretário de Esportes, e Marco Vinholi, secretário de Desenvolvimento Regional, no Palácio dos Bandeirantes, para tratar da continuidade do Campeonato Paulista na Fase Emergencial. A FPF agora se reunirá com o Ministério Público Estadual. Por esta razão, as reuniões que estavam agendadas com os clubes nesta segunda-feira foram adiadas para terça-feira", diz a nota.