Liga nega existência de cláusula rescisória no contrato de Neymar com o PSG

EFE

Paris, 20 abr (EFE).- A Liga de Futebol Profissional (LFP), que organiza o Campeonato Francês, desmentiu nesta sexta-feira que haja qualquer cláusula de rescisão no contrato do atacante Neymar com o Paris Saint-Germain.

A informação da entidade foi publicada no site do "L'Équipe". A LFP nega que haja qualquer obrigação de venda por parte do clube, em caso de proposta que supere os 300 milhões de euros (R$ 1,25 bilhão).

Além disso, segundo a publicação francesa, destaca a existência de uma proibição de cláusula de rescisão, segundo seu regulamento interno.

"Os clubes não podem assinar contrato que contenha clásula liberatória, que preveja a ruptura da relação por uma ou as duas das partes, também não podem incluir uma cláusula de rescisão unilateral", diz texto do "L'Équipe".

A LFP, assim, confirma informação já divulgada pelo Paris Saint-Germain, de que não há qualquer disposição contratual em que ficaria imposta a venda de Neymar, imediata ou no futuro. EFE


Leia também