Organismos de segurança da Alemanha temem violência durante Copa da Rússia

EFE

Berlim, 6 mar (EFE).- O Escritório Federal de Investigação da Alemanha (BKA) alemão, segundo um relatório ao qual teve acesso o jornal "Bild", acredita que há perigo de ocorrer fatos de violência ligados a pessoas seguidoras do Islã durante a Copa do Mundo da Rússia.

O relatório, segundo o jornal citado, aponta que as organizações islamitas tem estruturas montadas em diversas partes da Rússia e que, além disso, há muitos combatentes da organização terrorista "Estado Islâmico" que são de origem russa.

A participação russa na guerra da Síria faz o país está na mira do EI, que desde 2017 incluíu ameaças contra o Mundial em seus atos de propaganda.

Assim, por exemplo, foram divulgadas vinhetas nas quais estrelas como Neymar, Lionel Messi e Cristiano Ronaldo são executadas.

Outro perigo que também aponta a BKA em seu relatório é o dos hooligans, que na Rússia são especialmente violentos e que já anunciaram a intenção de tornar o Mundial em um festival de violência.

Além disso, segue o jornal, os serviços secretos russos informaram sobre uma camiseta vendida na Alemanha com a inscrição "Desta vez chegaremos no verão", o que é considerada uma alusão dos ultras alemães à tentativa de invasão da Rússia por parte das tropas nazistas em 1941. EFE


Leia também