Fla vai atrás da 2ª vitória na Libertadores em visita a Universidad Católica

Santiago do Chile, 14 mar (EFE).- Embalado por goleada na estreia no grupo 4 da Taça Libertadores, o Flamengo visitará nesta quarta-feira a Universidad Católica, às 21h45 (horário de Brasília), de olho na possibilidade de ampliar para 20 jogos a invencibilidade da equipe.

A última derrota do time da Gávea aconteceu em 16 de outubro do ano passado, para o Internacional, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Desde então, são 12 vitórias e sete empates, sendo que dez dos resultados positivos foram obtidos em 2017.

Na competição continental, o Fla deu o primeiro passo com estilo, passando pelo San Lorenzo por 4 a 0, no Maracanã. Em partida que teve todos os gols saindo no segundo tempo, o meia Diego, de falta, o lateral-esquerdo peruano Miguel Trauco, o volante Rômulo e o meia-atacante Gabriel balançaram as redes.

Para o jogo desta quarta-feira, em Santiago, o time do técnico Zé Ricardo estará desfalcado do meia Federico Mancuello, que sofreu forte pancada na cabeça na partida da semana passada pela Libertadores, por isso, acabou sendo vetado pelo departamento médico rubro-negro.

As duas opções para substituir o camisa 11 são Gabriel e o colombiano Osvaldo Berrío, que, no fim de semana, estreou como titular com a camisa do Flamengo, na goleada sobre a Portuguesa por 5 a 1, pela Taça Rio do Campeonato Carioca.

Rival do time carioca nesta segunda rodada, a Católica já encarou brasileiro nesta edição da Libertadores. A equipe estreou na semana passada em Curitiba, arrancando empate com o Atlético Paranaense em 2 a 2, marcando duas vezes na reta final da partida.

No confronto com o Furacão, o time chileno perdeu o zagueiro Guillermo Maripán, que foi expulso na partida. No lugar do camisa 3 estará Benjamín Kuscevic, que tem passagem pela base do Real Madri e formará dupla com Germán Lanaro.

O restante do 11 inicial deverá ser o mesmo do jogo com o Atlético, com destaque para a presença do quarteto ofensivo formado pelo chileno José Fuenzalida, os argentinos Diego Buananote e Ricardo Noir, além do centroavante uruguaio Santiago Silva.

Também nesta quarta-feira, San Lorenzo e Atlético Paranaense se enfrentam, em Buenos Aires. O jogo abre a segunda rodada do grupo 6, às 19h30 (horário de Brasília).


Prováveis escalações:.

Universidad Católica: Toselli, Espinosa, Lanaro, Kuscevic e Parot; Fuentes, Kalinski, Fuenzalida e Buonanotte; Noir e Silva. Técnico: Mario Salas.

Flamengo: Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Trauco; Rômulo, Willian Arão e Diego; Gabriel (ou Berrío), Everton e Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

Árbitro: Diego Haro (Peru), auxiliado pelos compatriotas Coty Carrera e Jorge Luis Yupanqui.

Estádio: San Carlos de Apoquindo, em Santiago (Chile). EFE