Time de Tévez ameaça reduzir salário de jogador após falta dura em rival

Pequim, 14 mar (EFE).- O Shangai Shenhua, da China, multou o meia Qin Sheng e o rebaixou para o time reserva, por causa de um um pisão no volante belga Axel Witsel, do Tianin Quanjian, durante jogo disputado no sábado, pelo Campeonato Chinês.

Devido ao lance, o atleta envolvido terá que desembolsar 300 mil iuanes (R$ 137 mil). Além disso, o clube ainda anunciou, por meio de comunicado divulgado nesta terça-feira, a possibilidade de uma redução de salário "ao necessário para cobrir despesas básicas".

A punição adicional será dada, segundo o Shenhua, se o Qin Sheng não mostrar um comportamento melhor no futuro.

Esportivamente, o meia também recebeu punição por causa da falta dura, já que passará a treinar com o time B. Os dirigentes da equipe que conta com o atacante argentino Carlos Tévez apontaram que a decisão foi tomada para "dar exemplo" aos demais jogadores.

Sheng pisou em Witsel em revide, após ter recebido um empurrão do belga. O chinês acabou sendo expulso de maneira direta, na partida que acabou empatada em 1 a 1. EFE