Responsável pelas regras do futebol, IFAB diz que gol do Palmeiras contra o Atlético-MG não deveria ser anulado

·1 minuto de leitura


A International Football Association Board (IFAB), órgão responsável pela confecção e regulamentação das regras do futebol, analisou o gol do Palmeiras contra o Atlético-MG. O lance gerou polêmica, pois antes da bola entrar o atacante Deyverson, que estava entre os reservas, invadiu o campo para comemorar. Segundo a organização, o lance foi corretamente validado.

Flamengo e Palmeiras em mais uma decisão! Veja os clubes brasileiros com mais finais de Libertadores

De acordo com a CBF, a partida deveria ser paralisada e reiniciado com tiro livre direto. Se a invasão fosse constatada após o reinício da partida, o gol não poderia ser anulado.

Em nota, porém, a IFAB explica outro fator determinante. Conforme escrito pela entidade, os árbitros devem sempre aplicar o 'espírito' e a 'intenção' da regra. A interpretação do 'espírito' e da 'intenção' da regra exige que os árbitros avaliem a intenção do jogador ou o impacto da ação do jogador no jogo".

Veja a tabela completa do Brasileirão

Deste modo, 'a entrada do reserva (no caso, Deyverson) no campo de jogo não parece ter sido feita com a intenção de interferir no jogo, nos jogadores ou distrair a arbitragem'. "Em vez disso, ele parece totalmente motivado pela emoção do momento em que sua equipe marca um gol decisivo.'

Veja no aplicativo do LANCE! o resultado dos jogos da rodada

Com isso, o gol do Palmeiras foi corretamente validado e o empate classificou o Verdão à final da Libertadores. O time agora enfrenta o Flamengo na decisão que acontece no dia 27 de novembro, em Montevidéu, no Uruguai.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos